Mercedes-Benz dá licença remunerada para 1.200 funcionários da fábrica de São Bernardo do Campo

Mercado / Mercedes-Benz

Mercedes-Benz dá licença remunerada para 1.200 funcionários da fábrica de São Bernardo do Campo

mercedes-benz-logo A partir de amanhã (17), até o dia 03 de Maio, 1.200 funcionários da fábrica da Mercedes-Benz de São Bernardo do Campo, estarão em licença remunerada. Essa ação da marca alemã fundamenta-se no fato de que as exportações de veículos comerciais terem caído 50%. Todos os funcionários trabalhavam na produção de caminhões e chassis de ônibus. Sendo mais exato, esses 1,2 mil funcionários representam exatos 10% do volume de operários da fábrica, que tem em 12 mil pessoas. A Mercedes também iniciou na última segunda-feira (13) um programa de demissão voluntária (PDV), que se extenderá até o dia 15 de Maio. Este último direciona-se, também, a todos funcionários horistas da produção (que não trabalham por todo o período). Os funcionários que aderirem, receberão quatro salários nominais adicionais e terão a continuidade do convênio médico por mais três meses. Com essas medidas, a Mercedes-Benz visa adequar o volume de produção à realidade do mercado, já que as vendas estão cada vez menores.