BMW põe em risco a sua permanência na Fórmula 1

BMW

BMW põe em risco a sua permanência na Fórmula 1

BMW F1 A BMW pondera seu abandono da Fórmula 1. No centro desta possível decisão estão as  mudanças de regulamento previstas para o próximo ano. Entre elas, o limite de orçamento opcional, estipulado pela FIA em 45 milhões de euros e que oferece uma série de vantagens técnicas
às equipes que a aderirem. A equipe alemã, se junta à Ferrari, primeira equipe a contestar a medida da FIA, provocando uma grande discução com a mesma. Max Mosley, líder da FIA, chegou admitir que a "Fórmula 1 poderia sobreviver sem a Ferrari", mas, de imediato, Bernie Ecclestone, líder da Fórmula One Management, reagiu, mostrando-se a favor da italiana. "A Fórmula 1 dividida em duas séries não é nada atraente para a BMW", referiu Mario Theissen, diretor-esportivo da marca alemã. Este tema vai ser debatido na próxima reunião da Associação das Equipes de Fórmula 1 (FOTA), agendada para a próxima quarta. A expectativa é de que o encontro seja crucial para o futuro da competição. bmw_f109-7-470x314