Button consegue quarta vitória da temporada, Barrinchello é o segundo, Webber completa o podium

F1

Button consegue quarta vitória da temporada, Barrinchello é o segundo, Webber completa o podium

6344743 Com uma mudança estratégica inteligente e uma pilotagem precisa, o inglês Jenson Button conquistou neste domingo, no GP da Espanha, sua quarta vitória na temporada da Fórmula 1. Button partiu para a corrida com uma estratégia de três pit stops, tal como Rubens Barrichello, mas, após perder a ponta para o brasileiro na largada, alterou a tática para dois reabastecimentos e, com um ritmo excepcional, levou de novo a melhor no duelo interno da equipe Brawn. Com o resultado, o inglês chegou a 41 pontos na liderança do Mundial, contra 27 de Barrichello , segundo colocado na prova. O pódio foi completado por Mark Webber (Red Bull), que fez uma ótima corrida e quase superou Barrichello no final. A quarta posição ficou com Sebastian Vettel, com o outro carro da Red Bull, e Fernando Alonso, da Renault, foi o quinto. Felipe Massa somou seus primeiros três pontos no ano, em sexto, mas foi vítima de mais um erro da Ferrari, que colocou menos gasolina do que deveria no último pit stop e obrigou o brasileiro, que estava em quarto, a reduzir drasticamente o ritmo para chegar ao fim.  Nelsinho Piquet, levou seu Renault ao 12º lugar. Largada excepcional de Barrichello não assegura vitória 0,,20709156-EX,00 A largada do GP da Espanha parecia apontar que a vitória iria parar em outras mãos neste domingo. Rubens Barrichello saiu melhor e ultrapassou Jenson Button por fora na primeira curva. Com uma volta a mais de combustível e indo para três paradas, parecia que o brasileiro iria ter tranquilidade rumo ao primeiro triunfo do ano. Ele só não contava com a mudança de estratégia do inglês, que decidiu fazer um pit stop a menos. O brasileiro liderou com folga todo o primeiro trecho da corrida em Barcelona. Após a rodada inicial de pit stops, Barrichello voltou mais leve e cerca de oito segundos à frente de Jenson Button. Ele começou a andar rápido, fazendo voltas cada vez mais rápidas, já que teria de parar uma vez a mais que o inglês. Inclusive, terminou com a melhor da corrida, 1m22s762, registrada neste período da prova, na 28ª passagem. Largada também é marcada por acidente entre quatro carros 0,,20709464-EX,00 A largada não foi tranquila, apesar dos ponteiros terem passado sem problemas por ela. No trecho entre a segunda e a terceira curvas de Barcelona, um forte acidente, que envolveu quatro carros, provocou a única entrada do safety car durante o GP da Espanha. Jarno Trulli acabou fora da pista para tentar evitar Nico Rosberg, mas rodou e voltou atravessado à pista. O italiano da Toyota foi colhido violentamente pela Force India de Adrian Sutil. Logo atrás, Sebastien Buemi tentou evitar o acidente, mas acabou acertado pelo companheiro de STR, o francês Sebastien Bourdais. Lewis Hamilton, da McLaren, assistiu à toda a confusão de "camarote" e evitou, com muita habilidade, os destroços da colisão. A próxima corrida da temporada 2009 será disputada no dia 24 de maio, no tradicional GP de Mônaco.  Resultado final do GP da Espanha 2009 1º – Jenson Button (ING) Brawn-Mercedes – 66 voltas
2º – Rubens Barrichello (BRA) Brawn-Mercedes – a 13s0
3º – Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault – a 13s9
4º – Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault – a 18s9
5º – Fernando Alonso (ESP) Renault – a 43s1
6º – Felipe Massa (BRA) Ferrari – a 50s8
7º – Nick Heidfeld (ALE) BMW Sauber – a 52s3
8º – Nico Rosberg (ALE) Williams-Toyota – a 1m05s2
9º – Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes – a uma volta
10º – Timo Glock (ALE) Toyota – a uma volta
11º – Robert Kubica (POL) BMW Sauber – a uma volta
12º – Nelsinho Piquet (BRA) Renault – a uma volta
13º – Kazuki Nakajima (JAP) Williams-Toyota – a uma volta
14º – Giancarlo Fisichella (ITA) Force India-Mercedes – a uma volta Abandonos Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari – a 49 voltas (mecânico)
Heikki Kovalainen (FIN) McLaren-Mercedes – a 59 voltas (mecânico)
Jarno Trulli (ITA) Toyota – a 66 voltas (acidente)
Sebastien Buemi (SUI) Toro Rosso-Ferrari – a 66 voltas (acidente)
Sebastien Bourdais (FRA) Toro Rosso-Ferrari – a 66 voltas (acidente)
Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes – a 66 voltas (acidente)