FIA desiste de “dividir” as equipes em dois grupos na F1

F1

FIA desiste de “dividir” as equipes em dois grupos na F1

F1_logo O primeiro resultado prático da reunião entre Max Mosley, presidente da FIA, Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, e representantes das equipes, terá sido o abandono, por parte de Mosley, da ideia de ter regulamentos diferentes para as equipes que aderissem ou não ao teto orçamental de 44,4 milhões de euros. Mas Mosley reforça que não há ainda “um compromisso” relativamente ao teto orçamental. Questionado pela BBC, Mosley disse que a data limite para as inscrições das escuderias no campeonato 2010 , 29 de Maio, pode ser adiada se as equipes conseguirem chegar a um consentimento ou uma solução alternativa relativa aos novos regulamentos. “Tivemos uma reunião interessante e trocamos ideias, mas nada de concreto foi decidido”, disse o presidente da FIA. “Acho que haverá desenvolvimentos. As equipes foram ver se podiam propor algo melhor do que a redução de custos, e nós vamos ouvir o que tiverem para dizer”, acrescentou Mosley. Coube a Bernie Ecclestone adiantar que não haverá um campeonato com duas regras: “Acho que o mais chateava, era o sistema com duas regras diferentes, e acho que ficou acertado, que isso não irá acontecer, deve existir apenas um conjunto de regras. Penso que toda a gente está mais ou menos satisfeita com o teto orçamental, é só uma questão de valor. Não sei se vai ser mais alto ou mais baixo, é uma coisa que ainda será avaliado.” Mosley acrescentou: “Acho que ficou claro, que todos querem correr com os mesmos regulamentos, mas precisamos baixar os custos – todas as equipes concordam com isso. É uma questão de valor. Acho que estão fazendo uma tempestade em copo de água.”