Governo mantém IPI reduzido até setembro, mas só acabará em dezembro

Brasil / Mercado

Governo mantém IPI reduzido até setembro, mas só acabará em dezembro

ipi-reduzido na O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou hoje a prorrogação da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos por mais três meses. A medida, que iria terminar amanhã, agora está estendida até o último dia de setembro. De acordo com o ministro, a volta da cobrança do imposto será gradual ao longo do último trimestre. Mas não informou como será este procedimento. Sendo assim os motores 1.0 seguem continuam sem pagar IPI. Modelos com propulsores de 1.0 a 2.0 pagam 5,5% para modelos flex e 6,5% para versões movidas apenas à gasolina. Em carros com motores superiores a 2 litros, o tributo fica em 18% quando bicombustíveis e 25% para os à gasolina. Para os caminhões, a redução do IPI vale até o final do ano. Isso é necessário, segundo Mantega, porque esse segmento foi um dos mais afetados pela crise financeira internacional. Ele também anunciou a prorrogação por mais três meses da redução do Cofins para as motos. Nesse caso, assim como no setor automotivo, há um compromisso de não haver demissões no período em que vigorar o benefício tributário.