General Motors sai da concordata com promessa de ser mais organizada

GM / Mercado

General Motors sai da concordata com promessa de ser mais organizada

gm_next Após longos 39 dias, a General Motors saiu da concordata com  a promessa de ser uma empresa mais responsável, rápida e com uma estrutura mais enxuta. Fritz Handerson, presidente-executivo da marca disse, que a partir de agora, os clientes serão o centro das atenções da empresa. Ontem, o tribunal de Falências de Manhattan aprovou a proposta de venda dos ativos da antiga GM para a nova. Agora, 60,8% das ações pertencem ao governo dos EUA e 11,7% ao governo canadense. O sindicato dos trabalhadores da marca ficará com 17,6% e a “velha GM” terá 10%. A montadora inaugurou o site “Diga ao Fritz”, que permite que os clientes e o público dividam suas preocupações e experiências com o presidente da empresa. Além disso a marca terá uma parceria com o site eBay, para que os clientes possam comprar seus carros em um leilão pela internet. gm600PX Não podemos nos esquecer, que para que acontecesse essa reorganização, várias marcas como a Opel, Saab, HUMMER e Pontiac tiveram que ser vendidas ou fechadas. E por consequencia disso, a GM não possui mais nenhuma subsidiária na Europa. A nova GM terá  35% menos executivos e 20% menos operários. O que significa a redução dos atuais 91 mil, para cerca de 64 mil funcionários. Ela também reduzirá seus quase 6 mil concessionários nos EUA, a apenas 3.600 até o final de 2010. A Nova GM é a união das marcas Chevrolet, Cadillac, Buick e GMC. Agora desenvolverá novos carros para suas marcas, com novos padrões de design e tecnologia, que terão como objetivo agradar aos consumidores e ao meio ambiente.