Fiat é condenada e terá de fazer recall no Stilo

Fiat / Recalls

Fiat é condenada e terá de fazer recall no Stilo

stilo_dual_042 Atualizado

O laudo feito pelo Denatran fez com que a Secretaria de Direito Econômico, vinculada ao Ministério da Justiça, condenasse a Fiat a fazer imediatamente um recall para os Fiat Stilo produzidos à partir de abril de 2004, devido ao conhecido defeito do cubo de roda, que causou vários acidentes e fez várias mitimas. Foram 8 mortes em 30 acidentes, entre os anos de 2007 e 2008. Por isso, a  Fiat foi declarada culpada das mortes, e terá de pagar uma multa de R$ 3 milhões. Desde os primeiros acidentes, peritos de diversos órgãos analisaram os casos, enquanto a Fiat afirmava que não tinha culpa, pois em vários testes feitos por si não constatou nenhum defeito. acidentestiloacidente-stilo Mas o laudo final foi o do Denatran. No mesmo, ficou concluído que o cubo de roda do Stilo não é adequado para o modelo – a mesma peça também é usada em outros modelos, como o Uno -, além de ser de ferro, enquanto deveria ser feita de aço. O pronunciamento oficial da marca italiana, e o anuncio do recall deve ser feito nos próximos dias.

Declaração da Fiat

A Fiat Automóveis informa que cumprirá a inusitada decisão do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), que a surpreendeu, e determinará em breve a realização de recall para a substituição do cubo da roda traseira do Fiat Stilo, nos casos em que o veículo se enquadrar na decisão dos órgãos oficiais. A empresa reitera, entretanto, que os modelos Fiat Stilo não apresentam qualquer inconveniente nem risco ao consumidor, conforme sustenta laudo técnico elaborado por sua área de Engenharia, confirmado pelo Inmetro e outras instituições técnicas. Com base nesta convicção, a Fiat Automóveis informa que tomará, de imediato, a providência de recorrer da decisão nas esferas competentes, em busca do pleno esclarecimento dos fatos. A decisão do DPDC se baseou em laudo da empresa CESVI, contratada pelo Denatran – Departamento Nacional de Trânsito, do qual a Fiat não teve conhecimento prévio nem oportunidade de manifestar-se. A Fiat discorda totalmente do referido laudo e da decisão do DPDC. A Fiat vem tranquilizar os seus clientes no tocante à segurança do modelo Stilo, recordando que foi a primeira montadora de automóveis no Brasil a convocar espontaneamente um recall, em clara demonstração de transparência e respeito ao consumidor. São princípios que sempre nortearam a conduta da empresa.

Fonte | Terra, Autoesporte