Toyota divulga nota sobre a proibição da venda do Corolla em Minas Gerais

Brasil / Mercado / Recalls / Toyota

Toyota divulga nota sobre a proibição da venda do Corolla em Minas Gerais

xei_03 Você deve ter acompanhado os noticiários nos ultimos meses, e viu que mais de 8 milhões de Toyotas foram chamados para recall no exterior por problemas no acelerador. Há 9 casos  confirmados em Minas Gerais de Corollas que aceleram repentinamente, curiosamente todos automáticos, e um deles, inclusive, se acabou numa parede. A Toyota diz que o acelerador usado no Brasil é de outra fabricante, mas quem é visto por aqui como problema é o tapete, onde o acelerador pode prender. altis_1112654629510233690739 Na última Quarta (21), o promotor de justiça de defesa do consumidor do Procon de Minas Gerais proibiu a venda e emplacamento do modelo no estado, por considerar que o veículo oferece riscos para o consumidor. Segundo o Ministério Público mineiro, a Toyota reconhece o problema, que é causado pela falta de fixação do tapete no assoalho. xei_05

Ontem, 22, a Toyota se pronunciou através da seguinte nota de imprensa:

Com relação à decisão do Ministério Público de Minas Gerais de suspender as vendas do modelo Toyota Corolla naquele Estado, a Toyota esclarece: 1) A campanha de recall do pedal do acelerador anunciada pelas afiliadas da Toyota Motor Corporation não afeta os modelos vendidos no mercado brasileiro. Os componentes dos modelos usados nas regiões atingidas pelo recall são diferentes dos componentes usados nos veículos Toyota vendidos no Brasil. 2) A decisão do Ministério Público de Minas Gerais é baseada em alguns casos de aceleração involuntária reportados por clientes. Após análise desses casos, a Toyota identificou que o retorno do pedal do acelerador foi afetado pelo mau posicionamento ou instalação incorreta do tapete do motorista, assim como pelo uso de tapetes não genuínos, incompatíveis com o projeto do veículo. 3) A Toyota do Brasil reconhece e lamenta o registro destes casos com o modelo Corolla 2009, lançado em abril de 2008, e fundamentada em intensas avaliações assegura que:

  • a) Os veículos Corolla não apresentam qualquer defeito que possa vir a causar aceleração involuntária;
  • b) Os tapetes genuínos Toyota foram projetados para assegurar perfeita montagem no veículo e desde que instalados corretamente não apresentam possibilidade de interferir no movimento do pedal.

4) Neste sentido, a Toyota do Brasil respeita, mas não concorda com a decisão de suspender as vendas do Corolla no Estado de Minas Gerais. A Toyota mantém-se empenhada juntamente com as autoridades competentes no completo esclarecimento e orientação ao público consumidor. Toyota do Brasil
Assessoria de Imprensa

Saiba mais sobre o caso

O Vrum, que pertence ao jornal Estado de Minas está empenhado no andamento do processo, confira mais sobre os casos em noticias.vrum.com.br