União Europeia pretende fazer com que os carros elétricos substituam os movidos a combustão até 2050

Europa / Tecnologia

União Europeia pretende fazer com que os carros elétricos substituam os movidos a combustão até 2050

Peugeot-iOn_2011_1600x1200_wallpaper_01 
A União Europeia, bloco econômico formado por boa parte dos países da Europa, anunciou hoje as suas pretensões para os próximos 40 anos quanto a emissão de gases poluentes na atmosfera, referindo-se especificamente aos carros. Segundo representantes da UE, os planos são acabar com os modelos movidos a combustão (gasolina, Diesel e etc) até 2050, proibindo inclusive a circulação dos mesmos. Até 2030, a tecnologia híbrida iria substituido, aos poucos, os veículos com apenas um combustível. Até 2050, a tecnologia elétrica iria substituir os híbridos. Para tanto, investimentos serão feitos no transporte público. Além disso, a União Europeia também irá incentivar o uso de trens e aviões para pequenos percursos, de até 70 km. renault-zoe-preview-1
A indústria automobilística se manifestou contra a decisão. A Ford disse que o investimento em tecnologias híbridas poderia substituir facilmente toda essa transformação no mercado automobilístico em relação à energia elétrica, e citou também que a Europa possui níveis de gases poluentes principalmente por algumas usinas termoelétricas. Apesar das polêmicas, é interessante saber que um bloco econômico se interessa na melhoria dos níveis de poluição mundiais. O prazo poderia ser menor, mas já é um grande passo para o impasse atual sobre o assunto. Projetos como esse poderiam avançar de blocos econômicos para decisões próprias de países. O Brasil poderia seguir a ideia e, quem sabe, aplicar no próprio Mercosul.

Com informações de MotorDream