Dicas para não ter dor de cabeça na hora de alugar um veículo

Curiosidades

Dicas para não ter dor de cabeça na hora de alugar um veículo

into_the_sunset_by_penny_layne
Cada vez mais o brasileiro recorre às empresas de aluguel de veículos. Seja por necessidade (por conta de problemas com o próprio veículo) ou diversão (para os que não possuem carro, utilizar o serviço para viagens, por exemplo, pode ser um bom negócio), o consumidor precisa estar atento a alguns pontos, justamente para não transformar esta experiência de viagem em um momento de transtorno e irritação. Documentação O requisito básico exigido pelas locadoras é que o cliente tenha, pelo menos 21 anos e esteja habilitado há mais de dois anos. “Fora isso, solicitamos aos clientes que apresentem também um cartão de crédito – no nome do locatário – com limite disponível. Faz parte do processo de autorização da locação”, explica a diretora comercial e de Marketing da Movida Rent a Car, Lucila Castro. A empresa é uma das maiores do mercado e está presente em 12 estados, com um total de 29 lojas. Produtos
Um dos pontos de maior atrito entre as empresas e os motoristas diz respeito aos planos de quilometragem, a proteção e o horário limite para devolução do veículo. É preciso estar atento às condições oferecidas. Adquirir o produto ideal para a sua necessidade, mesmo que mais caro, compensa mais que pagar os adicionais previstos no contrato. “São temas complicados, porque cada locadora tem o seu modelo de negócio, e nem sempre fica claro para o cliente. A Movida, por exemplo, preferiu seguir um caminho diferente: nossas locações sempre são ofertadas com proteções inclusas. Já para a devolução, criamos a diária de 27 horas, oferecendo assim mais tranquilidade ao cliente”, revela Lucila, completando que existe a possibilidade do cliente fazer a retirada de um veículo em uma loja e a entrega em outra, mas que este serviço é cobrado. “O mercado tem como prática cobrar por isso porque cada região tem uma frota de acordo com o volume de locações”. Chevrolet-Aveo_Sedan_2012_1600x1200_wallpaper_0e
Avarias
Por fim, mas não menos importante está o procedimento de avaliação do veículo no momento da retirada e devolução. A dica é simples: observe absolutamente tudo. Se as imperfeições não incomodam ou prejudicam o desempenho do veículo, certifique-se que o atendente relatou os danos em seu checklist de retirada. “Agindo desta forma evita-se um mal-estar no momento da evolução, quando é feito um novo checklist das condições do veículo. A locadora tem o direito de cobrar quando o cliente avaria o carro, mas o cliente não pode admitir que seja cobrado por algo que não foi de sua autoria”, considera a dirigente. Fonte | Movida