Salão de Buenos Aires – Renault mostra Duster a ser vendido no Brasil

Renault / Salão de Buenos Aires

Salão de Buenos Aires – Renault mostra Duster a ser vendido no Brasil

DSC00393Nesta edição do Salão de Buenos Aires, a Renault apresentou em seu estande atrações interessantes. Um dos modelos que foram mostrados no evento foi o Duster. O SUV compacto que será vendido no Brasil ganhou modificações sutis em relação ao modelo romeno (vendido pela Dacia). DSC00394A dianteira do Renault Duster recebeu uma grade com três filetes cromados. Já na traseira a maior modificação foi uma barra cromada situada na base superior do suporte de placa. A cabine do modelo ganhou alterações, principalmente no painel, que recebeu diversas modificações, bem parecidas com a do Sandero 2012. DSC00391A vocação aventureira fica mais “clara” na versão com motor 2.0 16V flex, que tem capacidade para desenvolver até 143 cv de potência associado ao câmbio manual de seis marchas, que ficará reservado para a versão top de linha do modelo em nosso país. As rodas pintadas em grafite, elementos em cromado e a pintura verde do Duster chamou atenção por quem passava pelo estande da Renault. E para quem pensa, o Duster está longe de ser um Sandero anabolizado, além de compartilhar boas partes dos seus componentes. DSC00398 A boa relação ao solo, de 22 cm, do SUV francês possibilitará que os compradores do modelo pratiquem um “off-road” nos finais de semana. A tração 4×4 estará disponível na versão com motor 2.0. O motor 1.6 de 16V (o mesmo do Sandero top, mas com oito válvulas a mais) ficará reservado para a variante de entrada e poderá ter o câmbio automático de quatro velocidades, também vindo do hatch compacto. DSC00392 Além do Duster, a Renault mostrou também a versão elétrica do Fluence. A Z.E, que já é vendida na Europa, fez sua primeira aparição na América. Com um motor capaz de desenvolver até 95 cv de potência e capacidade genética de 22 kW/h, o veículo tem uma bateria (que pesa exatos 250 kg) atrás dos bancos traseiros pode ser recarregada em três maneiras diferente, a primeira é em uma tomada “caseira” de 220V com duração entre 6 e 8 horas; a partir de recargas rápidas de 400V em trinta minutos e o com o sistema chamado de “Quickdrop” que possibilita a troca da bateria do Z.E em três minutos, em estações específicas. DSC00397 O Latitude também estava presente no estande da marca. O sedã grande de nova geração é movido por um motor V6 de 3.5 litros que desenvolve 240 cv de potência. Por dentro do Latitude, percebe-se a inspiração com o Fluence. Até o momento não é cogitada a importação do Renault Latitude para o Brasil e concorrer com Chevrolet Malibu, Ford Fusion, Volkswagen Passat, Kia Optima e Hyundai Sonata.  O Megane RS, o conceito DeZir (que arrancou olhares de muita gente), além do Koleos e Megane hatch, já vendidos na Argentina, marcaram presença por lá. O Koleos deu seu “adeus”, já que ganhará uma nova geração a ser apresentada no Salão do Automóvel de Frankfurt.DSC00407 DSC00408 DSC00409 DSC00410  DSC00413  DSC00416  DSC00418  DSC00420 DSC00421  DSC00423  DSC00425  DSC00422  DSC00424 DSC00426  DSC00428 DSC00429                   DSC00438  DSC00433 DSC00434 DSC00435 DSC00436 DSC00431                   DSC00437 Fotos | Henrique Rodriquez