Veículos de passeio movidos a Diesel podem ter vendas aprovadas por lei no Brasil

Brasil / Tecnologia

Veículos de passeio movidos a Diesel podem ter vendas aprovadas por lei no Brasil

Fiat-Bravo_1.6_Multijet_16v_2008_1600x1200_wallpaper_04
A Petrobras revelou durante o Fórum Diesel 2011 a intenção de criar estratégias para atender à demanda de futuros carros movidos a Diesel no Brasil. Esse tipo de motor é proibido desde 1976 no país, medida tomada pelo governo da época para evitar que o preço do Diesel subisse, o que geraria altos custos para manter serviços de transporte. Agora, a estatal busca métodos para viabilizar o combustível no Brasil, o que poderia ter efeitos bem benéficos, inclusive ao meio-ambiente. Um dos problemas do Diesel brasileiro é justamente em relação ao fato dele ser um combustível altamente poluente. O Diesel vendido no interior do país chega a ter 2.000 partes por milhão (ppm), enquanto nas capitais, a concentração é de 500 ppm. Quanto menor é o número, menos poluente é o combustível. Na Europa, o número é ainda menor: 10 ppm. E essa é a meta da Petrobras, que pretende criar um Diesel ainda mais limpo para os caminhões, que seria fornecido já em 2012. De acordo com a empresa, é possível atender totalmente à demanda dos veículos a Diesel a partir de 2014, sem que haja a importação de combustível estrangeiro. Além do fator relativo à poluição, o Diesel faz com que os carros tenham um desempenho e consumo ainda melhores do que nas versões movidas a gasolina. É por isso, por exemplo, que muitos carros europeus abaixo de 1500 cilindradas atingem médias de até 20 km/l na cidade. Considerando que seria um combustível bem mais limpo do que o atual, a ideia é boa, considerando também as vantagens do desempenho e do consumo em relação à gasolina. O Diesel hoje custa menos que o Etanol, mas com o aumento da demanda, será necessário vigiar para que ele não se torne mais uma opção cara para o consumidor brasileiro.

Com informações do All The Cars