Primeiro protótipo em tamanho real do Hiriko é apresentado

Elétricos

Primeiro protótipo em tamanho real do Hiriko é apresentado

hiriko O primeiro protótipo em tamanho real e com funcionalidades do Hiriko acaba de ser apresentado pelo presidente da Comissão Europeia diante de um braço executivo da União Europeia. O carrinho foi desenvolvido por um consórcio de empresas bascas e teve como base uma ideia do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e vem sendo apresentado em escala reduzida, sendo que somente agora é mostrado como um automóvel real. OLYMPUS DIGITAL CAMERA         A cabine do modelo possui porta frontal, no melhor estilo Isetta, a velocidade máxima é de 90 km/h, mas deverá ser limitada a 50 por questões de segurança. A autonomia é de 120 km. Apesar de pequeno o bagageiro do carro tem capacidade para 300 litros. Há espaço para apenas dois passageiros. Cada roda possui um pequeno motor elétrico individual, assim não há desperdício de espaço para ele na carroceria. Isto resulta na mais interessante característica do carro. hiriko-00 Quando ele não está sendo utilizado, os extreeixos se aproximam, levantando a carroceria e diminuindo o comprimento do carro, economizando espaço na hora de estacionar. A proposta do carrinho elétrico é ser um automóvel urbano, ecológico e compacto, que poderia ser utilizado como transporte compartilhado ou até ser alugado, com espaços específicos para estacionamento, onde ficaria recarregando e aguardando o próximo usuário. hiriko-04 Quando duas dezenas de protótipos estiverem prontos começará a produção em série, a partir de 2013, em Vitória, na Espanha. As primeiras cidades a receber o modelo já demonstraram interesse e já firmaram contrato. Algumas delas são Barcelona, Malmo, Berlim, Boston, São Francisco, nos EUA, e uma cidade brasileira: Florianópolis. O interesse agora é atingir cidades orientais e outros países da América Latina.
 
Os investimentos no desenvolvimento do carro, incluindo todos os países interessados, chegam a 170 milhões de euros. Na apresentação a umidade e o frio danificaram o módulo de comando do protótipo. Ainda não há vídeos ou imagens do modelo em movimento, apenas as criadas por computação gráfica.