Guia F1 2012 – Lotus: Tudo novo. Mesmo?

F1 / Lotus

Guia F1 2012 – Lotus: Tudo novo. Mesmo?

D86151E378AF81B8B7E16EAC305B69
Os pilotos não são mais os mesmos, o carro não é mais o mesmo e nem mesmo a equipe tem mais o mesmo nome. Mas será que isso representa mudanças? A Lotus segue dizendo que mudou muito, mas talvez não tenha mudado tanto quanto parece. São novos pilotos com certo ar de deja-vu, uma equipe técnica que na verdade não mudou, e prognósticos que se mantém dentro daquilo que eles esperam há temporadas a fio. Será que mudou mesmo?

O Carro: E20

2012 Formula One Jerez Test Day Three
Circuito de Jerez, Jerez de la Frontera, Spain
9th February 2012
Romain Grosjean, Lotus F1 Team. 
World Copyright:Glenn Dunbar/LAT Photographic
ref: Digital Image _G7C6853

Uma homenagem aos 20 anos de modelos fabricados em Enstone, de onde vieram os carros – alguns campeões – de Benetton, Renault e Renault Lotus, o E20 é uma aposta grande que os anglo-franceses (ou seriam russo-franceses? Já que o capital da Genii não deixa mentir…). estão fazendo. Os primeiros testes não foram lá muito animadores. O time não conseguiu rodar o tanto que queria por problemas no carro, e foi obrigado a abandonar sessões de teste na Espanha. Entretanto, toda a equipe espera um bólido melhor para 2012. A pintura, negra e dourada, segue belíssima como em anos anteriores, a ponto do degrau no bico não atrapalhar tanto o resultado final.

Os Pilotos:

Kimi Raikkonen: kimi-raikkonen-lotusO finlandês reaparece depois de dois anos ausente se divertindo nos ralis da vida. Diz ter voltado com gosto de gás, e a julgar pelo número assombroso (assombroso mesmo, 666 voltas!) que deu antes dos testes, demonstra empolgação. Mas entre demonstrar empolgação e correr como fez para ser campeão em 2007, é outra história. Raikkonen tem a fama de não se interessar pelas questões técnicas da equipe, e isso pode pesar contra ele, uma vez que se tornou o primeiro piloto e principal homem de frente da Lotus.   Romain Grosjean: Romain-Grosjean-lotus-renault-f1-bagaraiSabe aquele cara que tá tendo sua segunda chance, mas ninguém bota muita fé? Esse é o Grosjean. Seu cartel nas fórmulas menores não o desabona. Mas as exibições que fez com o limitado Renault de 2009 não o creditam a muita coisa no circo. Ele retornou à GP2, foi campeão e ganhou uma nova chance na Fórmula 1, contando mais com a simpatia do pessoal da equipe que por seu cartel e experiências anteriores no circo. Talvez Grosjean tenha sua última chance essa temporada, talvez não. E não é tratado como esperança francesa no certame, porque isso já tá creditado a Jean-Eric Vérgne…