Guia F1 2012 – Red Bull: Senhores, às armas!

F1

Guia F1 2012 – Red Bull: Senhores, às armas!

Por Pedro Ivo Faro
head_background
Quem é rei não quer perder a majestade. E assim segue a Red Bull para 2012. O time de Milton Keynes mostrou uma inegável superioridade técnica na temporada passada, sendo seguido de perto apenas pela McLaren. E, para 2012, eles querem manter o padrão, lógico. É bem verdade que eles começam com alguns percalços, uma vez que não contam mais com a vantagem do “difusor aquecido”, presente em 2011, onde a ausência desse recurso é indicada até pelo próprio Adrian Newey como uma provável limitação para o time esse ano. Mas ninguém duvida que eles continuam como o time a ser batido…

O Carro: RB8

138175641KR057_F1_Testing_i

Adrian Newey definiu o RB8 como uma evolução do que vem fazendo desde 2009, com o RB5. O conceito do carro continua similar ao de 2011, mas agora com o “degrau” na frente, mantendo o bico ornitorrinco, onde Newey pretende colocar lá uma entrada de ar. Nos testes realizados na Espanha, o RB8 sempre mostrou bons números, ainda despontando como a equipe a ser batida. Inclusive porque na maioria das vezes os testes que eles realizaram eram baseados em simulação de corrida.

Pilotos:

Sebastian Vettel: sebastian-vettel-japao
O garoto alemão corre para manter sua superioridade. Cada vez mais as comparações com Michael Schumacher soam como inevitáveis, ainda mais por ele estar trucidando todos os resultados desde que desatou a vencer com frequência, em 2009. No retrospecto, são dois títulos e um vice nos últimos três anos. O maior desafio dele vem essa temporada, onde seu carro pode não ser tão superior aos outros, tecnicamente falando. Mark Webber: 10
Ao contrário do colega de equipe, Webber segue tentando se reafirmar. Já é veterano na categoria (começou em 2002, na Minardi, e teve como melhor resultado 3º nos campeonatos de 2010 e 2011), e ano passado teve uma temporada longe de ser ruim, mas muito apagada frente à do companheiro campeão. Ele deixa claro que motivação e determinação para vencer e – quem sabe – ser campeão não faltam. Mas só na pista saberemos se Webber ainda está com o gás que realmente diz ter.