Mercedes revela o CLS Shooting Brake

Lançamentos / Mercedes-Benz / Salão de Paris

Mercedes revela o CLS Shooting Brake

mercedes-benz-cls-shooting-brake002
A Mercedes inovou em 2004 quando lançou o CLS, primeiro de muitos cupês de quatro portas que podem ser encontrados hoje no showroom de fabricantes de luxo. Agora a empresa alemã inova mais uma vez, apresentando a perua derivada da nova geração do modelo, tratada como um Shooting Brake. A novidade estará no Salão de Paris, em setembro. mercedes-benz-cls-shooting-brake003
O termo “Shooting Brake” se popularizou nas décadas de 60 e 70 no Reino Unido, e caracteriza veículos que combinam as linhas e a aerodinâmica dos cupês com a principal qualidade das peruas, que é o espaço interno e para bagagens. O CLS Shooting Brake tem 16 mm a mais de comprimento (4,95 metros de comprimento no total) e é 3 mm mais baixo que o  CLS (1,41 m). Em contrapartida, seu porta-malas comporta 595 l, ou 70 l a mais que o irmão menor. Com o assento traseiro rebatido, a capacidade sobe para 1.550 l. A tampa do porta-malas tem abertura automática.
mercedes-benz-cls-shooting-brake007
O interior não muda, primando pela elegância, sofisticação e qualidade, com um acabamento primoroso. Caso queira, o cliente poderá perder apliques de porcelana no interior, e ainda é possível escolher entre cinco cores para o interior, cinco tipos de acabamento e três tipos de couro.
mercedes-benz-cls-shooting-brake006
A gama de motorizações será composta por quatro motores, dois a gasolina e dois diesel. Todos com câmbio automático 7G-Tronic Plus e sistema stop&start, e os mais potentes com tração integral. A versão menos potente é a CLS 250 CDI BlueEfficiency com 204 cv, seguindo para o também diesel CLS 350 CDI BlueEfficiency de 265 cv. As versões a gasolina são CLS 350 BlueEfficiency de 306 cv e o CLS 500 BlueEfficiency, com poderoso motor 4.6 V8 biturbo de 408 cv.
17032965821219541491