México anuncia saída do acordo bilateral com a Argentina

Mercado

México anuncia saída do acordo bilateral com a Argentina

mexpr4bandeira-argentina Há pouco tempo atrás, o acordo automotivo entre o Brasil e o México, que visa zerar os impostos de importação de veículso dos dois países vendidos entre si, chegou bem perto de um fim inesperado em meio às novas medidas protecionistas da indústria brasileira. Depois de muita discussão, chegou-se a um consenso e novas medidas foram colocadas em práticas. O mesmo acordo era mantido com os outros países do Mercosul, haja vista que o México é considerado um país observador no bloco. Agora, segundo a Reuters, não é mais possível generalizar: o México confirmou hoje o fim do acordo com a Argentina. Em 25 de junho, a Argentina já havia anunciado a pretensão de sair do acordo (mantido desde 2002) em razão das condições do acordo. Ela tentou elaborar um projeto que pudesse impôr um consenso entre os dois países, mas isso não ocorreu. Com a insatisfação argentina, o México decidiu se retirar do acordo, caracterizando a atitude como uma ação recíproca, como dito pelo subsecretário do comércio exterior mexicano, Francisco de Rosenzweig. 500_cult_014
Agora, os veículos leves passam a ser taxados com 20% de imposto, enquanto a taxa de autopeças e máquinas variam entre 0% e 20%. A confimação mexicana de que não haverá acordo, entretanto, não significa que o acordo ressurja sob novas condições, considerando a “novela” entre Brasil e México ocorrida há alguns meses. A indústria do país de Kirschner não é menosprezante, tampouco a mexicana. Resta a eles (argentinos e mexicanos) aguardar – ou protestar. Volkswagen-Amarok_2011_1600x1200_wallpaper_01

Com informações do Uol Carros, via Reuters