Mazda poderá retornar ao Brasil com a ajuda de uma montadora daqui

Brasil / Fiat / Mazda / Segredos

Mazda poderá retornar ao Brasil com a ajuda de uma montadora daqui

Mazda-2_2011_1600x1200_wallpaper_06
A Mazda, que já manifestou interesse em voltar para o Brasil no ano passado, adiou sua volta diversas vezes em razão do aumento do imposto do IPI para os carros importados. Em uma primeira ocasião, os carros da montadora nipônica chegariam ao Brasil no ano que vem e começariam a ser nacionalizados a partir de 2017, mas os ares protecionistas do mercado brasileiro afugentou a marca. Entretanto, a marca deverá chegar ao Brasil em breve, facilitada por uma aliança com uma montadora inesperada: a Fiat. A imprensa europeia aposta em uma aliança entre a Mazda e a Fiat no Velho Continente, o que facilitaria a marca japonesa pela facilidade de sua inserção no mercado europeu e a própria Fiat, pelo compartilhamento de plataformas, propulsores e demais peças. Além disso, outro fator atrativo seria o passaporte da Mazda para mercados emergentes como a Índia e o Brasil. Por isso, aposta-se que a fábrica da Fiat em Goiana (PE) será em parte compartilhada com a marca para que ela possa atingir níveis aceitáveis de nacionalização de peças. A única contradição é que os modelos que a Mazda cogita para cá – o Mazda2 e Mazda3 – têm suas plataformas compartilhadas com os modelos da Ford – parceria que diminuiu ainda mais no ano passado. Como não há uma data específica para o lançamento dos carros da Mazda por aqui, pode ser que isso não seja exatamente um problema. Como o Mazda2 já tem 4 anos de mercado, pode ser até lá a vida útil da geração atual do modelo esteja no fim. Como seria o modelo de entrada, estrear com um modelo novo no país com preços competitivos seria como abrir com chave de ouro.

Com informações do Jornal Extra (versão online)