Salão de São Paulo – Por R$ 30.900, JAC J2 chega como opção mais barata da marca

Brasil / Jac / Salão de São Paulo

Salão de São Paulo – Por R$ 30.900, JAC J2 chega como opção mais barata da marca

IMG_3579
[Atualização – Com a prorrogação do IPI, a JAC Motors anunciou redução no preço de lançamento do J2 de R$ 33.900 para R$ 30.900] Atração do Salão Internacional de São Paulo de 2010 como um modelo de exposição, quando a JAC sequer atuava o mercado, o J2 agora está na edição atual como uma das principais apostas da marca para o mercado. Dois anos depois, a JAC já conta com pelo menos cinquenta concessionárias e já vende quatro carros diferentes. O trunfo agora parece ser o compacto J2, do porte de um Chery QQ e equipamentos típicos de um chinês. O atrativo principal, entretanto, não será o preço, e sim o desempenho. IMG_3567
Com preço sugerido de R$ 30.900, o J2 se torna uma opção mais em conta ao Kia Picanto. Ainda tem o argumento de ter motor 1.4 VVT 16V de 108 cavalos que, segundo a JAC, proporciona ao hatch a velocidade máxima de 187 km/h e vai da inércia a 100 km/h em menos de dez segundos.
IMG_3566
Outro atrativo é a garantia de seis anos, a maior no segmento de compactos. Os equipamentos são semelhantes aos dos concorrentes: ar-condicionado, freios ABS, airbag duplo, vidros elétricos, direção hidráulica e dentre outros. Apesar do preço próximo do J3 (hoje vendido por R$ 36.900), a ideia de esportividade parece mesmo ser um dos poucos argumentos para comprar um J2 que, por exemplo, conta com apenas 100 litros. Mas o design jovial promete ser também um chamativo.
IMG_4001
Ainda falando em design, o J2 vendido no Brasil é diferente esteticamente em relação ao vendido na China. Isso deve-se ao fato do Grupo SHC ter optado por um motor de cilindrada maior que o 1.0 chinês, e a montadora, então, adaptou o 1.4 do J3 no pequeno hatch. Entretanto, não houve espaço para todas as peças, e a frente teve se ser redesenhada para a colocação do sistema de arrefecimento. A traseira também recebeu mudanças pontuais no logotipo, suporte do escapamento e na arrumação interna das lanternas. Todas as mudanças foram feitas pelo Centro de Design da JAC, em Turim, na Itália.
IMG_4004
Já o interior recebeu mudanças ainda maiores, principalmente no quadro de instrumentos, que foi adaptado ao gosto brasileiro (espera-se algo semelhante ao do J3). O painel recebeu acabamento fibra de carbono e as portas, tecidos de cores escuras. Maçanetas internas e saídas de ar ganharam detalhes cromados. A JAC diz também que a suspensão foi revista e que testou o J2 por 1 milhão de quilômetros. Vamos esperar então que o J2 siga a aprovação de qualidade do J3 e fuja das críticas dos irmãos J5 e J6. “Quando formulamos o preço do novo J2, havíamos considerado que o IPI retornaria ao patamar de 13% em 31 de outubro. Ou seja, no instante em que o carro chegasse às lojas, não estaríamos mais tendo o benefício dessa redução. Mas a notícia dada pela presidente Dilma ontem, no Salão, possibilitou essa redução em seu preço de lançamento, pois o novo J2 chegará as lojas no inicio de dezembro, quando a redução de IPI ainda estará valendo, explica Sergio Habib, presidente da JAC Motors.
IMG_3582

Fotos | Henrique Rodriguez