Vendas aumentam 17,7% em outubro

Brasil / Chevrolet / Fiat / Ford / Honda / Mercado / Mitsubishi / Renault / Toyota / Volkswagen

Vendas aumentam 17,7% em outubro

Vendas voltam a subir em outubro; EcoSport vende mais que Saveiro e é 2º colocado entre os comerciais leves
autowp.ru_ford_ecosport_freestyle_26
Se agosto foi um mês de recorde, setembro caminhou em rumo contrário. Após um mês de grandes quedas – cerca de 30% – outubro torna a trazer boas marcas para o mercado automotivo no Brasil. No décimo mês do ano, houve aumento de 17,7% nas vendas, quando comparado ao mês anterior. Com 326.917 veículos novos nas ruas (passeio + comerciais leves), a diferença entre o mês de outubro e o de setembro, é de quase 50 mil veículos, já que em setembro foram 277.597 emplacamentos. Hatches: autowp.ru_fiat_uno_way_3-door_3 Os hatches, desta vez, dominaram apenas 4 das 5 primeiras posições no Ranking. O Gol lidera com ampla vantagem: em outubro, foram as 27.737 unidades novas nas ruas. Na 2ª colocação, o Fiat Uno continua a ver a liderança de longe. Em outubro foram 21.370 novas unidades do pequeno Fiat nas ruas. O Fiat Palio mantém a 3ª colocação com 18.824 emplacamentos e abre uma distância segura do Fox/CrossFox (4º). O Volkswagen alcançou a marca de 14.601 vendas em setembro. Fechando o Top 5, o Chevrolet Celta aparece em 5º (no geral, apenas 6º colocado) com 12.074 novas unidades emplacadas. Sedãs: Eis os novos Volkswagen Gol e Voyage 2013 (10) Entre os três volumes, o Siena, talvez, seja o destaque no ranking: com 12.512 emplacamentos em outubro, o necessário para manter a liderança, com folga, e assumir a 5ª colocação no geral. Seguido pelo Volkswagen Voyage, em 2º lugar – 7º no geral – com 9.710 emplacamentos. Em 3º lugar, o Chevrolet Corsa Sedan/Classic fechou o mês com 8.505 unidades vendidas e conseguiu apenas a 9ª colocação no geral. Na 4ª colocação entre os sedãs, o Cobalt continua somando bons números: foram 6.377 emplacamentos no décimo mês do ano. Fechando o Top 5 nos sedãs, o Civic garante a 13ª colocação no geral com 5.137 emplacamentos. COMERCIAIS LEVES: Pick-ups: 2011 Chevrolet Montana (Argentina) Tão repetitivo como o Gol na liderança, é a Strada na 1ª posição. A Fiat Strada mantém sua posição e, em outubro, emplacou 11.643 unidades. A 2ª colocação, entre as pick-ups, pertence à Saveiro. A pick-up da Volkswagen, que entre os veículos comerciais foi ultrapassada pelo EcoSport, chegou aos 5.966 emplacamentos, E mantém distância contra a S10 (3ª). A pick-up da Chevrolet fechou setembro com 5.214 emplacamentos e mira a vice-líder. Na 4ª colocação – 6º entre os comerciais – quem aparece é a Hilux, com a marca de 4.407 unidades emplacadas.  Fechando o Top 5 de outubro entre as pick-ups, quem aparece é a Montana. Com 4.214 emplacamentos, o outro trunfo da Chevrolet nesta categoria desceu algumas posições e é apenas a 7º entre os comerciais leves.
SUV:
sw4_2012_6 O renovado EcoSport parece ter ganhado fôlego de sobra. Com 6.525 emplacamentos, é o líder entre os SUV, toma a vice-liderança entre os comerciais e fica apenas atrás da pick-up Strada. O jipinho da oval azul ainda abre distância segura para o Duster que, na 2ª colocação, emplacou 4.871 unidades em outubro e é o 5º colocado entre os comerciais leves. Em 3º lugar, o Hyundai Tucson garantiu a medalha de bronze em outubro com 2.514 emplacamentos. Mais de longe, o Pajero (4º) assiste um pouco de longe: foram apenas 1.472 emplacamentos. Fechando o Top 5, a Hilux SW4 aparece com 1.321 emplacamentos. Marcas: Em junho, mais uma vez, a liderança ficou com a Fiat. Com 80.797 emplacamentos e 24,71% de participação, a ítalo-mineira mantém a vantagem, que pode lhe segurar mais um ano na liderança. Em 2º lugar, a Volkswagen alcançou a marca de 70.562 unidades vendidas, e 21,58% do mercado neste mês. Em 3º lugar, a Chevrolet parece ter perdido um pouco do fôlego e alcançou apenas 54.065 emplacamentos e 16,54% da fatia do mercado. Em 4º lugar, a Ford segue mais distante com 29.936 unidades e 9,16% de participação, seguida pela Renault, com 21.201 unidades e abocanhando 6,49% da fatia do mercado. Fonte | Fenabrave