BYD demonstra ainda ter interesse no Brasil

Brasil / BYD / Segredos

BYD demonstra ainda ter interesse no Brasil

Fabricante chinesa registra patente do sedã médio F3 Plus

BYD F3 Plus Brasil[13]
Lembra-se do BYD F3 Plus, aquele sedã médio chinês que estaciona por controle remoto? Pois bem, ele acaba de ser registrado na base de patentes nacional pela fabricante chinesa. Os interesses da BYD no Brasil estariam aliados à intenção do Grupo CAOA (importadora de Subaru e Hyundai) de expandir seus negócios no país, segundo boatos – antigos, inclusive. 18034184src[3]
A última notícia é do final de novembro, e dava conta da criação de uma marca de automóveis nacional pela CAOA, com carros de projeto chinês. Possivelmente carros da BYD. Pelo visto até agora, ainda há muita negociação pela frente para isto sair do papel.
18034189src[3]
Nascida em 1995 com negócio de fabricação de baterias recarregáveis, a BYD (sigla em inglês para Build Your Dreams, construa seus sonhos em tradução literal) completa este ano dez anos na fabricação de automóveis. Não à toa, um de seus fortes é a fabricação de carros elétricos, a ponto de estar criando em parceria com a Daimler a marca Denza, dedicada a modelos elétricos. 18033176src[3]
Já a história do BYD F3 é um pouco mais triste. Lançado em 2005, ficou mundialmente conhecido por sua primeira geração ser um clone da 9° geração do Toyota Corolla – a ponto de terem diversas peças intercambiáveis –, mas com traseira do Honda Fit Aria (antigo City). No ano passado é que ganhou nova geração, chamada F3 Plus, mais bonita e moderna, e com mais identidade. Além disso, estreou um interessante sistema permite estacionar o carro remotamente, em caso de muita chuva ou mesmo em local estreito onde seria impossível abrir as portas. Com o sistema ele não passa dos 5 km/h. Vale conferir o vídeo abaixo: Os motores do BYD F3 Plus são dois 1.5 16v à gasolina: O aspirado já era visto em outros carros da BYD, e desenvolve 109 cv e 14,5 kgfm de torque. Já o turbo 1.5 Ti gera 154 cavalos e 24 kgfm de torque, e pode ser associado a um câmbio manual de seis marchas ou automatizado de dupla embreagem, também de seis relações. Todas as versões contam com controle de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS), seis airbags, barras de proteção lateral e faróis de neblina. Seria um bom carro para a BYD iniciar seus negócios por aqui… Fonte | INPI