Nova geração do Range Rover Sport é destaque no Salão de Nova York

Land Rover / Salão de Nova Iorque

Nova geração do Range Rover Sport é destaque no Salão de Nova York

Querida, estiquei o Evoque!

2014-Range-Rover-Sport-6[2]
A Land Rover é uma tradicional montadora britânica de veículos. A tradição é referência em seus modelos, como o Defender, e na manutenção das linhas básicas de modelos como a Discovery, bem como a linha de luxo Range Rover com o Sport e o Vogue. Porém, em 2010, surge um fenômeno chamado Evoque, que marcou uma nova era no design da marca. Os tradicionais modelos da marca que se reinventavam a cada geração com identidades próprias, agora, seguem o novo Messias da Land Rover. É o caso do novo Range Rover Sport. Sua semelhança com o Evoque é mais notável do que no Vogue, onde há apenas referências do irmão mais novo. A maior diferença está na lateral. É claro que, em um nicho como esse, cada consumidor definirá se isso é positivo ou negativo. O fato é que o Sport se distanciou levemente do Range Rover em relação à geração passada e isso será um diferencial. Para o chefe de design da Land Rover, Gerry McGovern, a Sport será o 911 dos SUVs. 2014-Range-Rover-Sport-13[2]
Talvez ele tenha se referido à tradição, uma vez que o Sport leva o emblema de uma das marcas mais respeitadas do mundo, à velocidade, já que ela será a mais veloz do segmento e ao requinte, já que só perde em luxo para o Vogue. O interior segue bem o estilo desta última e conta com acabamento de ótima qualidade e tecnologia abundante. A variedade de cores da carroceria e interior e os acabamentos dos materiais é imensa, seguindo o exemplo do Evoque e da recém-lançada Vogue. Agora, ele está mais próximo do Range Rover, com transmissão, setores da suspensão e partes do chassi de alumínio. Ele está 62 milímetros maior que o Sport atual, mas continua 1,49 centímetros menor que seu irmão mais velho. A engenharia trabalhou pesado nesta nova geração, fazendo com que a versão V6 completa atual pese 420 quilos a menos que a antiga versão V8 a diesel. 2014-Range-Rover-Sport-60[2]
Além disso, o desenho do carro foi aprimorado para coeficientes aerodinâmicos mais eficientes. Tudo isso, claro, deve resultar em melhorias consideráveis de consumo. Em matéria de tecnologia, o Sport dá um show nos auxílios eletrônicos do chassi, seguindo o exemplo dos outros modelos da marca. Entre esses auxílios estão controle de descida em declives, controle de estabilidade e assistente de partida em ladeiras. As motorizações não sairão muito do esperado, mas nem por isso deixam de surpreender. O destaque ficam para o gigante 5.0 V8 de 509 cavalos a gasolina. Também serão oferecidos um 3.0 SDV6 a diesel de 292 cavalos. Até o próximo ano duas outras motorizações a diesel estarão disponíveis: um TDV6 de 297 cavalos e um 4.4 SDV8 de potência a ser informada. 2014-Range-Rover-Sport-37[2]
Em 2014, o SUV ganhará uma versão 2.0 a gasolina e uma inédita versão híbrida mesclando eletricidade e diesel. Emitirá 169g de CO2 por quilômetro rodado. Níveis altos para o meio ambiente mas baixos para um Range Rover. As motorizações são acompanhadas por um câmbio automático ZF de oito velocidades. O Range Rover Sport deverá custar na Europa entre R$ 155.620 e R$ 174.530 neste primeiro momento, pelo menos até a versão 2.0 ser lançada. Por lá, ele deverá custar cerca de R$ 133.715. No Brasil, a geração atual parte de R$ 337.990. Mais informações sobre a nova geração do Range Rover Sport deverão ser liberadas nos próximos dias. O Salão Internacional de Nova York abre as portas ao público no próximo dia 29 e vai até o dia 7 de abril. 2014-Range-Rover-Sport-63[2]

Com informações da Autocar