Expedição Etios – Partes 1 e 2

Eventos / Toyota

Expedição Etios – Partes 1 e 2

Começam os primeiros passos da longa jornada pela toda a costa brasileira

Rio das Ostras (10)
Imagine o que seria percorrer a costa brasileira, partindo do Rio de Janeiro, e indo até Recife, de carro. Agora imagine fazer isso num comboio de quatro carros, conhecendo toda sorte de lugares entre essas duas cidades. Essa é a tônica da Expedição Etios, ação promovida pela Toyota com seis blogueiros. Além da participação em um evento único, essa também está sendo a primeira oportunidade do Novidades Automotivas de avaliar o Toyota Etios (nesse caso, em todas as condições possíveis). A expedição acontece entre os dias 15 e 24 de maio. Dia 1 – 15/05 Percurso: Rio de Janeiro (RJ) – Guarapari (ES) (com parada em Rio das Ostras)
IMG_6043

A expedição começou, partindo do Rio de Janeiro. Retiramos os quatro carros (dois sedãs e dois hatches, todos na versão top, 1.5 XLS) na concessionária Inter Japan, em Botafogo. Todos os blogueiros dividiram os carros com dois cinegrafistas e uma equipe de apoio de três pessoas que estão nos acompanhando na viagem. No primeiro dia percorremos nada menos que 620 km, sendo que dessa distância, dirigi cerca e 420 km. Os primeiros 200 km percorridos, ainda no começo da tarde do dia 15, foram mais tranquilos, com a pista em boas condições e bom espaço para acelerar, mas muitos postos de pedágio e um tráfego já crescente. A pausa para o almoço se deu em Rio das Ostras (que rendeu belas fotos a todos os integrantes da viagem). Foi após o almoço que assumi o volante de um dos dois sedãs. E logo nas primeiras aceleradas, assim que pegamos o caminho para Guarapari, percebi que o Etios é mais disposto que o esperado. Mesmo na versão sedã, com três pessoas a bordo e porta-malas totalmente carregado, o carro ganha velocidade com tranquilidade e retoma de maneira igualmente tranquila – mérito em boa parte do peso reduzido do carro. Vazio, todos os Etios pesam menos de uma tonelada.
<iframe class="imgur-album" width="100%" height="550" frameborder="0" src="http://imgur.com/a/dkzP1/embed"></iframe>

O trecho da BR-101 entre Rio das Ostras e Guarapari foi, sem dúvida, o mais difícil do dia. Nos mais de 400 km em que dirigi o carro, chegamos a nos perder do comboio por alguns quilômetros, o que atrasou bastante a hora da chegada no destino final do dia. Quando a noite caiu, a condução se tornou muito mais complicada, pois o tráfego – principalmente de caminhões – se intensificou e trouxe até determinado perigo em diversos momentos, tanto para o meu carro quanto para os outros três Etios que faziam parte do comboio. Em muitas das ultrapassagens foi bastante válida a boa elasticidade do motor 1.5, que gera 96,5 cv e 13,8 kgfm de torque, e se mostrou bem entrosado com o câmbio manual de cinco marchas, assim como a direção elétrica, que, apesar de leve, trazia precisão em trechos mais truncados da rodovia (que, por sinal, foram muitos). A chegada em Guarapari só aconteceu à meia-noite (enquanto o planejado era bem mais cedo). Ainda assim, levantamos acampamento logo cedo no dia 16 e seguimos viagem para Conceição da Barra. Por questões técnicas já emendamos a segunda parte:

Dia 2 – 16/05

Percurso: Guarapari (ES) – Conceição da Barra (ES)
BR101 Guarapari até entrada de Vila Velha (5)

Se o primeiro dia foi “tenso” à noite, este foi o contrário. Pela manhã, até passarmos de Vitória (que rendeu mais algumas belas fotos), o caminho foi sossegado. Mas o trecho da BR-101 até Conceição da Barra foi mais complicado do que podíamos imaginar. Com várias partes da pista passando por recapeamento e um trágico acidente fatal entre um caminhão e uma Fiat Strada (onde o motorista da picape infelizmente faleceu) o caminho foi recheado de paradas longas e extensos congestionamentos. Além disso, a pista possui várias subidas e descidas, o que exigiu bastante do motor, em termos de retomadas (nas subidas) e de freio e freio-motor (nas descidas). Lembrando que, como retiramos os carros zero-quilômetro da concessionária, o processo de “amaciamento” do motor está sendo realizado durante a viagem mesmo.
Vitória (3)
No entanto, com o aproximar da noite, o caminho até Conceição da Barra se mostrou muito mais calmo que o da noite anterior. Conseguimos chegar ao hotel por volta das 19 horas, o que rendeu um bom descanso. Agora seguimos o longo caminho até Trancoso (BA). Parte 1Parte 2Parte 3Parte 4 Fotos | Pedro Ivo Faro