Toyota quer GT86 no Brasil por R$ 140 mil

Brasil / Toyota

Toyota quer GT86 no Brasil por R$ 140 mil

Esportivo quer cidadania brasileira para agregar valor e status ao brasileiro

autowp.ru_toyota_gt_86_uk-spec_5
A Toyota tem boas pretensões para o Brasil. De olho na discrepância do mercado de esportivos no Brasil, a marca quer colocar o cupê GT86 a venda no Brasil por, no máximo, R$ 140.000. É essa a meta ambiciosa da marca, que calcula que esse seria hoje o preço de uma unidade importada do Japão, onde é produzido. Considerando que um Camaro custa pouco mais de R$ 200 mil – embora, levando em conta a complexidade de cada um, sejam carros bem diferentes, o preço promete ser atraente e competitivo, por exemplo, para com o Peugeot RCZ, que custa pouco mais de R$ 134 mil. autowp.ru_toyota_86_gt_limited_3
Em um rápido contato com o GT86 no fim de 2012, pude comprovar que o cupê é exatamente o que se fala por aí: um esportivo prático e robusto, sem grandes caprichos, para justificar seu preço (nos EUA, custa cerca de US$ 25 mil), mas dotado de uma personalidade marcante e que compensa qualquer ausência tecnológica ou de acabamento. Se fosse produzido no Brasil, o GT86 poderia seguir seu conceito original de esportivo acessível, mas isso infelizmente não é cogitado pela marca. O modelo foi produzido em conjunto com a Subaru, que projetou o motor boxer 2.0 de 200 cavalos. A previsão é que o GT86 chegue em 2014, mas esse calendário pode atrasar até no máximo 2016. A justificativa está no motor boxer, que é sensível com combustíveis que possuem misturas em sua composição, que é o caso da gasolina brasileira, com adição de 25% de etanol. Por isso, o processo pode levar de seis meses a dois anos, a depender da boa vontade da Toyota e outros fatores. Que venha devidamente homologado – e pronto para o que der e vier. Motorheads, eis uma notícia para alegrar sua quarta-feira. autowp.ru_toyota_gt_86_6