GM vende todas as ações da Peugeot, mas mantém acordo de desenvolvimento

GM / Mercado / PSA

GM vende todas as ações da Peugeot, mas mantém acordo de desenvolvimento

Empresas terão modelos compartilhados a partir de 2016

GM-PSA-800x507
Dias depois de anunciar a saída da Chevrolet do continente europeui, a General Motors (GM) anunciou que venderá todas as ações que tem do grupo francês PSA Peugeot Citroen, que representa dos 7% ativos da empresa. Apesar disso, elas mantém aliança que está focada no desenvolvimento em comum de veículos, compras, logística e compartilhamento das capacidades de produção. Os 7% da PSA valem cerca de 24,8 milhões em ações, e foram repassados a “investidores institucionais", indica a GM em comunicado. A General Motors tinha adquirido esta parte ao estabelecer uma aliança estratégica com o grupo francês em março de 2012. "O nosso investimento destinava-se a apoiar a PSA nos esforços para reforçar o capital no momento da criação de uma aliança e este apoio já não é necessário", disse o vice-presidente da GM, Steve Girsky. "A nossa aliança continua sólida e focada em programas conjuntos de desenvolvimento de veículos, compras e logística", acrescentou. O grupo PSA Peugeot Citroën, que confirmou estar a negociando parceria com a chinesa Dongfeng, já tinha anunciado antes que a aliança com a GM seria revista. A parceria entre as duas fabricantes envolve o desenvolvimento de um monovolume compacto e um CUV médio. Os dois parceiros também vão colaborar no desenvolvimento de um novo modelo de veículo utilitário leve compacto baseado numa plataforma de última geração da PSA. Os primeiros veículos resultantes da Aliança devem ser comercializados a partir de 2016.