Lada Samara deixa de ser produzido na Rússia

Fim de Carreira / Lada

Lada Samara deixa de ser produzido na Rússia

Hatch se despede após quase 30 anos de carreira

autowp.ru_vaz_lada_113_6
Enquanto nos despedimos de Fiat Uno Mille, Ford Ka e Volkswagen Kombi, os russos se despedem do Lada Samara, um dos veteranos da AvtoVaz. Sem ter o mesmo apelo que tinha em 1984, quando foi lançado, o Samara segue o mesmo caminho de seu sedã, descontinuado no ano passado. Caberá ao Lada Granta assumir o posto de carro de entrada da marca. autowp.ru_lada_113_6
Não sabemos dos russos, mas os brasileiros não sentem saudade do modelo. O Samara chegou ao Brasil em 1990, logo após a reabertura das importações de automóveis, e foi um dos primeiros importados populares. Disponível na carroceria hatchback com três ou cinco portas, e equipado com motores 1.3 de 65 cv ou 1.5 de 72 cv ainda carburados, o Samara vendeu bem nos primeiros anos, por atrair a curiosidade do brasileiro. O problema era a qualidade dos carros e o despreparo dos concessionários, e logo se tornou um mico no mercado. O Lada Samara chegou a ser reprovado no teste Longa Duração da revista Quatro Rodas. Em 1995 ele deixou de ser importado.
autowp.ru_lada_113_7
Apesar disso, o Samara foi marcante para a Lada. Foi seu primeiro modelo com tração dianteira vendido em larga escala, e um dos mais bem sucedidos no mercado internacional. Viveu até hoje graças a inúmeras reestilizações. As últimas unidades foram equipadas com motor 1.6 8v com 81 cv e 13,5 kgfm de torque, sempre com transmissão manual de seis velocidades.
autowp.ru_lada_samara_1.5_4