2013 registra queda de 1,61% nas vendas

Brasil / Mercado / Vendas

2013 registra queda de 1,61% nas vendas

  Pela primeira vez em dez anos as vendas caíram. E agora, Mantega?

ford_fiesta_5-door_za-spec_12[3]
Dezembro, que fechou as vendas de 2013, foi um mês atípico. Ao invés do tradicional embate pela liderança entre Gol e Uno, quem dividiu o pódio com o líder da Volkswagen foi o Ford Fiesta em um inédito segundo lugar. O acumulado de 2013, entretanto, manteve a dupla de sempre. Foi o último ano sem a obrigatoriedade do airbag duplo e dos freios ABS, mas isso não contribuiu para alta nas vendas, apesar do temor do Ministério da Fazenda de queda de vendas em 2014 em razão da obrigatoriedade dos equipamentos. O desempenho das vendas em 2013 foi menor que em 2012.

Apesar da boa surpresa em segmentos como o dos hatches médios e dos comerciais leves, o número de vendas caiu em relação a 2012. Somando-se automóveis e comerciais leves, foram vendidas 3.575.935 veículos em 2013, enquanto em 2012 foram comercializadas 3.634.456. Isso representa uma queda de 1,61%. Se considerarmos apenas os automóveis, também não houve progresso: foram 2.755.085 vendas, frente aos 2.841.862 em 2012. Isso representa 86.777 veículos novos a menos nas ruas. Só houve evolução nos comerciais leves, com 820.850 vendas em 2013, 3,57% a mais que em 2012, quando foram comercializadas 792.594 unidades. Acompanhe o desempenho de cada segmento abaixo.

Hatches

GM_foto52_FGD_9062_1_30-10-12[5] O Gol imperou absoluto, com 255.057 unidades vendidas. Em seguida, veio o Uno, com 184.362. A Fiat também garantiu o terceiro lugar do ranking com o Palio, que alcançou 177.014 vendas. Em quarto, ficou o Fiesta, com 136.712. Em seguida, temos o Fox (129.927). Onix e HB20 lutaram até o fim com uma diferença de apenas 13 unidades e vitória da Chevrolet, emplacando, respectivamente, 122.333 e 122.320 unidades.  Seguindo o ranking, aparecem Sandero (102.214), Celta (74.647), Punto (40.407), Etios (34.801), C3 (33.669), Agile (30.120), Clio (29.911), Ka (26.252), March (24.255), 208 (20.729) e 207 (10.385). Podemos destacar a queda livre nas vendas do Celta que, em 2012, vendeu 137.617 unidades, um desfalque de pouco mais de 45%. O nome desse fenômeno é Onix. O compacto, lançado no fim de 2012, não surtiu efeito na venda do hatch de entrada. Preços próximos e diferença gritante em acabamento contaram a favor do Onix, que conquistou rapidamente o mercado e já em janeiro de 2013 somava mais de 11 mil vendas por mês. Além disso, o Fiesta nesse ano ficou à frente do Fox: foram pouco mais de seis mil unidades de diferença. Em 2012, a diferença entre os dois era de 54 mil veículos – e a vantagem era da VW. Contam a favor do Fiesta a nacionalização da nova geração, que já chegou alinhada com outros países  e preço competititvo, enquanto o Fox é datado de 2009. O Fiesta cresceu em mais de 18 mil unidades em vendas, enquanto o Fox caiu cerca de 38 mil unidades.

Sedans compactos

Siena EL_10[2] O líder do segmento é o velho Siena. Lançado em 1998, está na segunda geração, mas parte de suas vendas se dá pela versão EL, da primeira geração e com design de 2007. Ele registrou 129.825 vendas. Em segundo lugar, está o Voyage, com 89.759 unidades. Em terceiro, está o Classic, com 86.936 vendas. Em 2012, o pódio era ligeiramente diferente. Nesse ano, o Voyage assumiu a vice-liderança, antes conferida ao Corsa Sedan/Classic (o primeiro era vendido até 2012). O novato Prisma dá continuidade à lista, surpreendendo com 61.301 vendas, mais do que os concorrentes recém-lançados da velha guarda, grupo no qual ele se inclui, como o próprio Cobalt (59.685), que concorre com o Grand Siena e as versões mais luxuosas do Voyage, HB20S (35.382), Fiesta Sedan (29.048), Etios Sedan (27.236), Logan (23.036), Versa (20.730), 207 Passion (4.534), J3 Turin (3.055) e Symbol (925). Nota-se, de primeira, o desempenho elogiável do Etios Sedan, que vendeu mais que o veterano e louvado Logan, que, claro, perdeu muitas vendas por ter ficado desatualizado em relação aos concorrentes, fato que foi corrigido com a profunda reestilização no fim do ano passado. Destaque também para a queda do J3 Turin que, em 2011, ano de seu lançamento, vendeu 8.354 unidades. Os números do Fiesta Sedan também são bem expressivos, visto que o fim de sua produção se aproxima (as vendas do New Fiesta são contabilizadas separadamente).

Sedans premium

Honda City 2013 (1)[3] O City, novamente, está no topo da lista, com 29.243 unidades vendidas. O New Fiesta, com 8.498 vendas, fica em segundo. Mesmo esquecido, o Polo Sedan completa o pódio com 8.187 unidades vendidas. Os três são acompanhados de Linea (7.531), Sonic Sedan (5.708) e J5 (1.311). O segmento não teve destaques pois todos tiveram quedas nas vendas, o que no caso do Sonic é compreensível pela diminuição de versões para aliviar a cota de importados e tornar viável a venda do Tracker por aqui.

Sedans médios

art_01915_honda-civic-2012-no-brasil-imagem2[2] Implacável – pelo menos por enquanto, o Civic lidera o segmento com 60.970 modelos vendidos. O Corolla, depois de liderar em 2012, garantiu o segundo lugar mesmo com projeto ultrapassado, datado de 2008, alcançou 54.103 vendas. Em terceiro está o Cruze, com 26.625 unidades comercializadas. O trio é seguido por Jetta (14.350), Fluence (13.878), Fusion (9.562), Focus Sedan (7.173), Sentra (6.750), Cerato (6.060), Lancer (5.740), 408 (4.634), Elantra (4.197), C4 Lounge (3.055) e C4 Pallas (2.489).

Hatches médios

Chevrolet Cruze Sport6 (5)[3] Nesse segmento temos revolução total. O Cruze Hatch, que estava em quinto lugar em 2012 com 13.184 vendas, em 2013 assumiu a liderança, somando 22.464 unidades vendidas. O vice foi o Focus, com 20.285 vendas. Em terceiro está o Golf (13.875) que, com a estreia da sétima geração no país, promete ameaçar os dois primeiros colocados em 2014. A lista segue com 308 (10.931), Bravo (9.060), i30 (6.012) e C4 (4.216). Além da liderança do Cruze Hatch, nota-se a diferença nas vendas do i30 em relação a 2012: ele vendeu 13.250 unidades a menos e isso lhe custou a queda em quatro posições. Boa parte disso se deve pelos altos preços praticados pela CAOA após o lançamento da nova geração. O Bravo, mesmo com queda nas vendas, vendeu mais que o próprio i30. Já o 308, mesmo perdendo vendas, subiu uma posição.

Monovolumes

chevspin4_1378x2075[2]
A Spin veio para ganhar o mercadol: com 41.983 vendas, ela foi a líder do segmento que agrada as famílias grandes. Em segundo lugar, está o Fit, com 40.637 unidades comercializadas. A Idea fecha o pódio com 23.451 emplacamentos. A velha Doblò, por sua vez, marcou 10.512. Livina (9.542), C3 Picasso (6.382), C4 Picasso (1.702), J6 (1.470) e Soul (1.291) marcam atuações um pouco mais tímidas. Em 2012, o líder do segmento foi o Fit, graças ao fato da Spin não ter sido lançada no princípio do ano. A grande diferença está na queda da Livina, que na ocasião tinha vendido 15.278 e estava em terceiro lugar.

Utilitários Esportivos

Ford EcoSport 2013 (5)[2] Apesar de ter deslizado nos últimos meses do ano, o EcoSport conseguiu garantir o primeiro lugar, somando 66.097 vendas. Em segundo, ficou o Duster, que segue marcando bons números: 50.222. A Pajero, em terceiro, registrou 16.511 unidades comercializadas. A lista segue com o ultrapassado Tucson (16.213), Hilux SW4 (12.354), ix35 (10.368), ASX (10.115), Sportage (9.438), Aircross (9.358), CRV (8.272) e Evoque (6.606). A lista completa você vê no link no final desse post. Em 2012, o Duster havia sido o líder com 46.893 vendas. O EcoSport não só retomou a liderança como também ampliou sua margem de mercado com o lançamento de sua nova geração, passando a vender cerca de 27 mil unidades a mais. Destaque para o Evoque, que cresceu em quase 2.000 unidades, e o Freemont, que sequer figurou entre os onze citados, caiu de 11.330 em 2012 para 3.873 no ano passado.

Peruas

vw_foto01_SpaceFoxSportline3-4DianteiraPrata_01-10-12[2] O segmento, mesmo zumbi, segue sobrevivendo com apenas duas concorrentes fortes. A SpaceFox emplacou 20.307 unidades (contando com a SpaceCross), enquanto a Palio Weekend (incluindo a Adventure) somou 15.554 vendas. Em terceiro está a A4 Avant, com 174 unidades comercializadas. Nada de diferente em relação a 2012 por aqui.

Comerciais leves

Strada_Adventure_Estudio_009[2] Após a maior intervenção visual de sua história, a Strada segue liderando o segmento, mesmo com projeto ultrapassado. Foram 122.860 vendas em 2013. O segundo lugar ficou com a Saveiro, com 72.367 e, o terceiro, com a S10 (54.251). A Montana dá continuidade à lista com 46.707 vendas, enquanto a Hilux figura com 42.625. Logo em seguida, vem a Kombi que, em seu último ano de produção, registrou 25.221 vendas – menos que em 2012, mas a VW tem estoque garantido por algum tempo neste ano.Se os números se referissem à produção, esse número certamente seria maior. Amarok (24.191), Ranger (22.077), L200 (21.363) e Frontier (15.592) fecham os dez mais vendidos. Em relação a 2012, é possível notar o aumento de vendas da Ranger (que saiu da faixa das 15 mil vendas para 22 mil) e a queda da Frontier em quase 2 mil unidades. Amarok, S10, Ranger e Saveiro também ampliaram suas vendas de maneira expressiva: todas cresceram cerca de 5 mil unidades, o que em um ano representa cerca de 416 vendas a mais por mês.