Avaliação – Fiat Grand Siena Attractive 1.4 é competente no uso urbano

Avaliação / Fiat / Testes

Avaliação – Fiat Grand Siena Attractive 1.4 é competente no uso urbano

Motor e câmbio não ajudam o sedã a embalar na estrada

EL5A3324-1
A Fiat precisou de 15 anos para mudar o Siena, mas ao menos foi feliz ao fazer isso. Derivado do Projeto 326 – o mesmo do novo Palio – o Fiat Grand Siena chegou ao mercado em ABRIL DE 2012 evoluído em todos os aspectos, e caiu no gosto dos brasileiros. O Fiat Grand Siena Attractive 1.4 é sua versão de acesso nesta nova fase da carreira, e é bastante aprazível em se tratando de uma versão de entrada. EL5A3329-1
Antes de mais nada, vale esclarecer que este Grand Siena não foi cedido pela Fiat. Na verdade este carro sucedeu um Siena Fire no cargo de carro principal da minha família. É o carro que mais dirijo, e que vai onde eu não tenho coragem de levar meu Fusquinha 73 – o Lexus. Ele está aqui para negócios de ocasião: apresentar suas armas para em breve ser colocado diante de rivais orientais em nosso primeiro comparativo. Causa nobre
EL5A3339-1
Diante da geração anterior, ainda comercializada sob o rótulo “EL” com motores 1.0 e 1.4, o Fiat Grand Siena faz jus ao seu nome ao se lançar com entre eixos mais longo. São 2,51 m diante dos 2,37 m, repassados quase que diretamente ao comprimento, agora de 4,29 m ante 4,16 m. A largura passou de 1,63 m para 1,70 m e a altura de 1,42 m a 1,50 m. Difícil negar que o Grand Siena tem bom espaço para os passageiros. O espaço no banco traseiro é bom – ainda que não seja o melhor da categoria – e sua posição um pouco mais elevada que o normal é interessante. A bagagem também viaja com conforto no porta-malas de 520 litros, que só não é melhor pois seus braços tomam parte de sua capacidade.
EL5A3356-1

Se na última reestilização o velho Siena foi à Milão se inspirar nos carros da Alfa Romeo, nesta nova fase da carreira ele assume a escola do “Cuore Sportivo”, se tornando o carro mais próximo de um Alfa Romeo 157 que podemos comprar – e será assim até a Alfa voltar a vender seus carros no Brasil. A Fiat foi feliz ao tornar o Grand Siena independente diante do design do Palio conferir linhas mais clássicas, com a dianteira tendo em destaque faróis mais estreitos e espichados, os faróis de neblina interligados por peça plástica – como no Lancia Delta – e as lanternas traseiras que tomam parte da tampa do porta-malas em justa homenagem aos Alfa Romeo. A linha de cintura ascendente que define a lateral também contribui para um bom resultado.EL5A3346-1EL5A3352-1
Por dentro o desenho agrada e é funcional. É praticamente o mesmo painel do Palio, com a diferença de saídas de ar-condicionado quadradas e duas saídas extras no topo do painel, sempre direcionadas ao banco traseiro para contornar a falta de saídas exclusivas para quem vai atrás. O lado ruim é que o quadro de instrumentos é o mesmo do Palio, com velocímetro de leitura dificultada pelos números pequenos, a ponto de eu me pegar estabelecendo a velocidade em relação aos giros e a marcha engatada. Pelo menos o computador de bordo é útil, e informa até se há alguma lâmpada queimada. EL5A3349-1Na versão Attractive há regulagem em altura do volante – de boa pegada, diga-se -, mas regulagem em altura do banco do motorista é opcional, assim como itens como ar-condicionado, vidros elétricos traseiros (com one-touch) e retrovisores elétricos. Até rodas de aço aro 15” são opcionais, e custam apenas R$ 280. Deveria ser de série! A maioria destes itens compõe a lista de série da versão seguinte, a Essence 1.6. Ainda assim o Grand Siena Attractive tem boa lista de equipamentos de série, com chave-canivete, freios com ABS (antitravamento) e EBD (distribuição da força de frenagem), airbag duplo, direção hidráulica, faróis de neblina, vidros elétricos dianteiros e trava elétrica.
EL5A3335-1
Falando em motor, o 1.4 8v Evo define a versão Attractive como ideal para um cenário essencialmente urbano. Os 88 cv gerados a 5.750 rpm e o torque máximo de de 12,5 kgfm a 3.500 giros – sempre com etanol – são apenas suficientes para os 1.069 kg deste sedã. Apesar de não dever força em giros mais baixos, o motor transmite a sensação de estar sempre asfixiado quando exigido. Resta reduzir as marchas, e o câmbio manual de cinco velocidades, que permanece com engates um tanto difíceis – principalmente a quinta, longe, quase no Acre – e agora com sensação “emborrachada” em seu curso não torna a tarefa rápida.

Deveria ser outra coisa

EL5A3325-1

A ideia era comprar um Grand Siena 1.6, mas ela simplesmente não existia nas concessionárias do Rio de Janeiro e de cidades próximas: era um 1.6 Dualogic prata ou um Attractive equipado com tudo que deveria ser de série podendo escolher a cor. Dos males o menor.
EL5A3338-1
O arrependimento de não ter esperado 60 dias pelo 1.6 manual bate quando o Attactive pega uma alça de acesso e chega a uma via expressa ou rodovia. Não é a praia dele. 0 a 100 em 12,5 segundos anunciado pela fabricante não anima, e a velocidade máxima de 175 km/h entrega que o câmbio tem relações curtas. É verdade: aos 120 km/h ele está próximo dos 4000 rpm. O consumo pelo menos não é de todo ruim, com média de 11,5 km/l com gasolina.
EL5A3332-1 Um dos pontos fortes do Grand Siena é a suspensão. Com conjunto traseiro de eixo de torção derivado do Punto – o que faz a bitola traseira ser mais larga – o sedã surpreende pelo bom comportamento ao contornar curvas e em manobras rápidas como mudanças de faixa, sendo confortável sem fazer a carroceria rolar muito. A suavidade pode ser culpa dos altos pneus 185/65 R14, de série nesta versão. O Fiat Grand Siena Attractive 1.4 é uma opção que deve ser considerada para por quem procura um sedã compacto espaçoso, atraente, relativamente completo e adequado ao uso urbano. Hoje parte dos R$ 39.340, passando a R$ 44.544 na configuração avaliada. Considere que a versão Essence 1.6 parte dos R$ 44.230, custando R$ 46.246 com pintura metálica, predisposição para som e vidros elétricos traseiros. No fim das contas a diferença é pequena para ter um motor maior e pode ser a escolha mais acertada. Isso, claro, se você o encontrar em alguma concessionária.

Galeria
Fotos | Fabio Perrotta (Portifolio)