Zotye deve ser a mais nova chinesa com passaporte brasileiro

Brasil / Fábricas / Zotye

Zotye deve ser a mais nova chinesa com passaporte brasileiro

Marca produz Palio, Siena e Strada sob licença na China e promete fábrica

fa7_zotye-z100-1
O mercado automobilístico brasileiro parece estar prestes a ganhar mais uma nova marca. A aventureira da vez é a Zotye, chinesa, que possui parceria com a Fiat, vendendo modelos como Palio, Strada e Siena no país da Grande Muralha. A meta da empresa é comercializar os veículos a partir do Salão Internacional de São Paulo, que acontece em outubro. Serão, a princípio, dois modelos, ambos importados da China. Pelo menos até a fábrica daqui ficar pronta em 2016. Z100 - traseira A fábrica será localizada em Colatina, no Espírito Santo. O estado já foi sondado para receber indústrias como as da CN Auto e na parceria em trio Ssangyong-Changan-Haima. A pretensão é oferecer um hatch de entrada, denominado N100. O modelo é um Suzuki Alto 2010 simplificado. Na China, é considerado um dos mais baratos do país e é fruto da compra de uma outra montadora, a Jiangnan Auto, que já vendia o modelo por lá. Z100 - interior
A Zotye, inclusive, vende a geração do Alto 1994 até hoje, custando pouco menos de US$ 3 mil, sendo o mais barato da China. O N200 é o nosso Palio G3 com a traseira o G1 modificada e dianteira que lembra os novos JAC, tendo a versão sedan, o Siena. O N100, mais simples, será equipado por aqui com um motor três cilindros. O segundo modelo é o SUV Hunter T200, que deverá concorrer com outros chineses como o Chery Tiggo e o Lifan X60. Segundo a representante no Brasil, o SUV terá um motor 1.6 de meros 100 cv e tecnologia Mitsubishi. O T200 é um Dahiatsu Terios 1997 remodelado. Hunter - quina dianteira
A Zotye tem capacidade de 250 mil veículos produzidos por ano, em quatro plantas, uma delas apenas de motores, que usam a tecnologia Mitsubishi conforme supracitado. Na América do Sul, atua no Chile, no Equador e no Uruguai. A marca promete organizar sua rede autorizada e as redes de distribuidores e também serviços como assistência 24 horas, pós-venda e preço fixo de manutenção, visando, segundo a própria Zotye, o mercado frotista. Ainda segundo a montadora, algumas cidades terão oficinas funcionando em horários noturnos e aos finais de semana. T200 - lateral Anos de Salão do Automóvel são sempre recheadas de especulações, principalmente pelas marcas chinesas. Algumas até chegam, mas tão silenciosamente que praticamente não notamos – vide o exemplo da S Auto. O Z100 realmente será o carro mais interessante da marca, e poderá fazer companhia ao Chery QQ no quesito equipamentos e acessibilidade. Se não houver atrativos, a seleção natural do mercado fará seu trabalho – até a JAC, com publicidade massiva, está fechando várias concessionárias para sustentar seu negócio. O mercado nacional evoluiu com airbag duplo e ABS obrigatórios e com a concorrência que correu para recuperar o tempo perdido. Agora as marcas chinesas precisarão subir um degrau se quiserem fazer a diferença por aqui. zotye_nomad_t200_3