F1 2014 – Testes no Bahrein, dia 4

F1

F1 2014 – Testes no Bahrein, dia 4

Mercedes fazendo um massacre, Renault sofrendo e um novo brasileiro

Formula One Testing
Se há uma conclusão que (talvez) possa se tirar da segunda bateria de testes de pré-temporada, no Bahrein, é que a Mercedes é séria candidata a ter o melhor propulsor da temporada. Em todos os quatro dias de treinos, o carro que fez a pole-position tinha um motor da estrela de três pontas. E, não fosse pela Ferrari se metendo ocasionalmente nos primeiros lugares, teríamos cinco – às vezes seis – carros nas primeiras posições sob a propulsão das flechas de prata. merc-nrosb-bahr-2014-1
Quem liderou dessa vez foi Nico Rosberg, que, com 1min33s283, conseguiu ser 1,6 segundos mais rápido que Jenson Button – que, claro, também tinha um carro de motor Mercedes. Não bastasse a melhor volta (que ainda foi menos de um segundo mais lenta que a que o próprio Rosberg fez em sua pole no mesmo circuito, em 2013), o piloto alemão de sangue finlandês ainda completou 89 voltas.
469760375XX00003_F1_Testing
E, se por um lado a Mercedes tem tido só motivos para sorrir, por outro a Renault tem tido muitos motivos para se preocupar. A Red Bull não passou das duas voltas hoje com Daniel Ricciardo, com problemas que a escuderia ainda não confirmou quais são. Junto da Red Bull, a Sauber também pouco rodou e Adrian Sutil pouco pôde fazer com o C33, assim como Jules Bianchi, da nanica Marussia. Rival de fundo de grid do time russo, a Caterham também não fez lá muita coisa, dando apenas 21 voltas, somando os giros de Marcus Ericsson e Kamui Kobayashi.
2014 F1 Pre Season Test 2 - Day 4
Bahrain International Circuit, Bahrain.
Saturday 22 February 2014.
Pastor Maldonado, Lotus E22 Renault.
World Copyright: Glenn Dunbar/Lotus F1.
ref: Digital Image _W2Q4561
No entanto houve uma luz no fim do túnel para os propulsores franceses, uma vez que a Lotus deu 59 voltas com Pastor Maldonado e conseguiu o quinto tempo na tabela. Parece pouco – e, julgando-se o número de voltas foi realmente muito pouco –, mas o quinto tempo que o venezuelano conseguiu foi nada menos que o melhor desempenho de um carro com motor Renault em todos os testes no Bahrein até agora!
2014 F1 Pre Season Test 2 - Day 4
Bahrain International Circuit, Bahrain.
Saturday 22 February 2014.
Felipe Nasr, Williams FW36 Mercedes.
World Copyright: Andrew Ferraro/Williams F1.
ref: Digital Image _79P3603

De positivo ainda vale ressaltar que houve uma boa estreia brasileira. Felipe Nasr agora é piloto reserva da Williams, e logo no seu primeiro dia dirigindo um dos bólidos de Grove fez um bom trabalho: 87 voltas completadas e o quarto melhor tempo do dia, a pouco mais de um segundo de Kimi Raikkonen, que foi o terceiro. Os números alcançados fizeram com que o engenheiro-chefe do time, Rod Nelson, elogiasse o novato. “dá um bom feedback, trabalha bem com os engenheiros e também é rápido”. “Não poderíamos pedir mais”, completou Nelson. Curiosamente, uma das coisas que Nasr mais ressaltou de um bólido de F1 foi o que Felipe Massa também falou em seu primeiro contato com a Sauber, ainda na pré-temporada 2002: os freios.
2014 F1 Pre Season Test 2 - Day 4
Bahrain International Circuit, Bahrain.
Saturday 22 February 2014.
Felipe Nasr, Williams FW36 Mercedes.
World Copyright: Andrew Ferraro/Williams F1.
ref: Digital Image _Q0C2184
O brasileiro também se disse feliz com o desempenho alcançado dizendo “acho que encontramos coisas boas”, mas foi humilde em falar que as voltas de hoje fazem parte de um “processo de aprendizado”. Nessa temporada ele participará em cinco sessões de treinos livres às sextas-feiras e mais dois dias no carro em testes. Mas ainda não se sabe quando Nasr entrará no cockpit do FW36 novamente.
Formula One Testing
Os testes retornam daqui a cinco dias, entre 27 de fevereiro e 2 de março. Após isso, só na Austrália, dia 16 de março, quando a temporada começa de fato e de direito.
saub-suti-bahr-2014-31