Toyota também deixará de produzir na Austrália

Mercado / Toyota

Toyota também deixará de produzir na Austrália

Custo de produção e dólar em alta resultaram nesta decisão

autowp.ru_toyota_aurion_uae-spec_5
Após Ford e Holden (GM), a Toyota também anunciou que encerrará a produção de automóveis na Austrália até o final de 2017, confirmando, desta forma, rumores surgidos no final do ano passado. As causas das decisões das três fabricantes é a mesma: alto custo de produção e dólar desfavorável ao mesmo tempo que o país está próximo dos asiáticos com baixo custo de produção e moeda desvalorizada. "Fizemos tudo o que podíamos para transformar o nosso negócio, mas a realidade é que existem muitos fatores além do nosso controle que tornam inviável fabricar carros na Austrália", disse o presidente da Toyota Austrália, Max Yasuda, em comunicado. A medida é drástica e resultará na demissão de cerca de 2.500 pessoas envolvidas na produção local do Aurion (Foto) e do Camry. Fora os futuros 1.200 empregados demitidos pela Ford e os 2.900 da Holden. Desta forma não haverá qualquer fabricante de automóveis na Austrália após 2018, o que deve resultar num prejuízo estimado em 1,5 trilhão de euros para o país.