F1 2014 – GP da Malásia

F1

F1 2014 – GP da Malásia

Vitória segura de Hamilton e da Mercedes, reação rubrotaurina e Brasil ainda aquém do esperado

merc-hami-sepa-2014-52
O GP da Malásia, segunda etapa desde mundial da Fórmula 1, pode ter sido qualquer coisa, menos uma corrida animada ou festiva. Não, na pista não foi essa monotonia toda, nem tampouco vimos uma fila indiana… a corrida foi legal, sim. Mas o grande problema foi correr num país que ainda chora e sofre com o desaparecimento de 239 pessoas no voo MH370 da Air Malasya. Por isso, meio que silenciosamente, dava para se notar na transmissão do GP que o clima (principalmente na torcida) era de determinado pesar. Mas, como diz o ditado, o show deve continuar. E foi seguindo essa frase que Lewis Hamilton venceu sua primeira corrida esse ano. 479868513MT00129_F1_Grand_P
O britânico, que – vale lembrar – quer com unhas e dentes o título desse ano, selou a vitória logo na largada do GP, onde só perdeu a liderança nos pit stops. O companheiro (e amigo) Rosberg até andou no mesmo ritmo (que sempre esteve acima dos demais pilotos, evidenciando que a Mercedes é o "bicho-papão” desse ano mesmo). A surpresa está por conta da Red Bull, que mais uma vez conseguiu andar na zona do pódio, dessa vez com Sebastian Vettel, uma vez que Daniel Ricciardo, que até andou bem no final de semana, teve a asa dianteira do RB10 quebrada, e não conseguiu lá muita coisa.
GP MALESIA F1/2014
A esquadra vermelha da Ferrari também parecia que teria um domingo melhor. Raikkonen terminou apenas em 12º, com direito a problemas nas primeiras voltas, graças a um toque em Kevin Magnussen. Já Fernando Alonso terminou em quarto, uma posição melhor, mas aquém do que se espera dos vermelhos. Pior: o espanhol teve um duelo particular com Nico Hulkenberg durante dois momentos distintos da corrida, no começo e no fim. E no segundo, por pouco não perdeu o quarto posta para Hulkenberg, que tem mostrado consistência na Force India (diferente do companheiro Sergio Pérez, que nem largar conseguiu dessa vez).
Kevin Magnussen on track.
Na McLaren, nada para comemorar, também. Apesar de ambos os pilotos terem terminado na zona de pontuação, o desempenho dessa vez foi menos brilhante que na Austrália. Button fechou em sexto, enquanto que Magnussen, graças ao toque com Raikkonen logo no começo da prova, teve que pagar um “stop-and-go” e teve a corrida prejudicada. No final, terminar em nono ainda foi até lucro para o estreante da Dinamarca.
Sepang International Circuit, Sepang, Kuala Lumpur, Malaysia.
Friday 28 March 2014.
Romain Grosjean, Lotus E22 Renault, leaves the cockpit.
Photo: Alastair Staley/Lotus F1 Team.
ref: Digital Image _79P9663
Por outro lado, a Lotus até tem o que “celebrar” nesse final de semana. Se na corrida passada os anglo-franceses sofreram para completar metade da prova, dessa vez um deles, com Grosjean, quase chegou entre os ponteiros, terminando em 11º. Muito pouco para um time que ano passado brigava por vitórias, mas um avanço frente à montanha de problemas que eles têm enfrentado desde a pré-temporada. Maldonado fez uma das suas e saiu logo nas primeiras voltas, graças a um toque com Jules Bianchi.

Aquém (?) do esperado

Sepang International Circuit, Sepang, Kuala Lumpur, Malaysia.
Saturday 29 March 2014.
Felipe Massa, Williams FW36 Mercedes.
Photo: Alastair Staley/Williams F1.
ref: Digital Image _MG_1213

Para o Brasil, o GP da Malásia também não foi dos mais brilhantes. Depois de não conseguir uma colocação boa na largada, Felipe Massa deu um pouco de cor ao espetáculo, principalmente nas primeiras voltas, onde escalou posições com a Williams-Martini. Ao tentar passar Magnussen acabou sendo ultrapassado novamente e se manteve em nono por boa parte da prova. No final, apesar de ameaçar Button pela sexta colocação, terminou em sétimo com o companheiro Valtteri Bottas atrás, protestando com a equipe por ter ficado em oitavo quando podia ter passado o brasileiro. O próprio Massa lutou contra o desempenho relativamente fraco do Williams na chuva durante a classificação. Mas, ainda assim, há a esperança do belo FW36 surpreender. Esperemos pelas próximas corridas, portanto.
Malaysian GP Saturday 29/03/14
A Sauber e a Caterham ficaram em situações opostas. O time suíço parece que vai ter uma temporada difícil, onde mais uma vez nenhum de seus carros completou. Já os esmeraldinos, apesar de não terem fechado nos pontos, completaram a corrida, e Kamui Kobayashi dessa vez mostrou que conseguia fazer algo, mesmo com o limitado equipamento que tinha em mãos. Ainda na lista do fundo do grid, Max Chilton fechou em 15º.
479868425KR00123_F1_Grand_P

Surpreendente foi Daniil Kvyat, que apesar da não tão forte Toro Rosso que tinha em mãos, fez uma bela exibição, fechando nos pontos mais uma vez e dando trabalho a gente bem mais experiente que ele. O russo andou o tempo todo na zona de pontuação, e , no fim, o décimo lugar foi até injusto para a combatividade que ele demonstrou.
Formula One World Championship
 
Semana que vem tem mais, dessa vez no palco dos testes finais da temporada, o Barhein. Até lá!