Ford diz que novo Ka não é um “low-cost”

Ford / Segredos

Ford diz que novo Ka não é um “low-cost”

Ka concorrerá com o Sandero no Brasil, mas não na Europa

Ka Concept_Europa 2[3]
Talvez pela origem, por ter sido desenvolvido no Brasil, há um certo receio do mercado europeu do novo Ford Ka ser um carro low-cost, o que para eles significa ser concorrente do Dacia Sandero, que parte dos 8.990 euros (R$ 29,1 mil). Apesar de os dois estarem na iminência de se tornarem concorrentes, a Ford diz que o Ka será “um carro que atende às necessidades do cliente”. A declaração é de Stpehen Odell, presidente da Ford Europa, que explicou ainda, em entrevista à revista britânica Autocar, que com o Ka a Ford não pretende bater de frente com os concorrentes mais caros, ao menos em preço, mas quer fazer dele um carro que o cliente deseja. “Oferecerá algo muito diferente do Fiesta, com preço também muito diferente, mas terá o DNA da Ford”, conclui Odell. O novo Ford Ka tem previsão para ser lançado na Europa em meados de 2015, mas será lançado no Brasil em abril. Por aqui terá a disposição dois motores, sendo um deles o inédito 1.0 de três cilindros e doze válvulas aspirado, com potência máxima na casa dos 80cv, além do 1.5 que estreou no New Fiesta e que rende 111cv a 5.500rpm e 15mkgf com etanol e 107cv a 6.500rpm e 14,8kgfm de torque a 4.250rpm com gasolina. As opções de câmbio serão sempre manuais, já que o PowerShift nos planos iniciais está descartado. A Ford projeta que, até 2017, o mercado mundial de carros compactos terá um crescimento de 35%, passando de 4 milhões para 6,2 milhões de unidades. Stephen Odell, vice-presidente executivo da Ford para a Europa, África e Oriente Médio informa que a Ford vendeu mais de 1,8 milhão de unidades do Ka atual desde o seu lançamento, em 1996. Leia mais | Novo Ford Ka será vendido na Europa a partir de 2015