Avaliação – Chevrolet MyLink

Avaliação / Chevrolet / Tecnologia

Avaliação – Chevrolet MyLink

Sistema multimídia ficou popular na linha Chevrolet

_L5A3469-1
Em poucos anos centrais multimídia deixaram de ser algo reservado a carros de luxo ou acessório de aftermarket para se transformar em argumento te venda até mesmo para compactos. Um dos sistemas mais populares hoje é o MyLink oferecido pela Chevrolet. Não transformamos o Novidades Automotivas em blog de tecnologia, mas vale uma análise após o convívio com o sistema em vários carros que passaram por nossa garagem. _L5A3467-1O MyLink foi lançado em 2012 e estreou por aqui no mesmo ano com o lançamento do Onix. Hoje está disponível para Prisma, Cobalt, Sonic, Cruze, Spin, Tracker, S10, TrailBlazer e Camaro. Ele concentra funções de entretenimento e alguns ajustes do carro (em alguns modelos) numa tela de LCD de sete polegadas sensível ao toque. E dá um passo corajoso: a versão mais comum do sistema não reproduz CD. Mesmo assim, esteve presente em 65% dos Onix e 80% dos Prisma vendidos nos últimos seis meses, segundo a Chevrolet. Ainda peguei a época de gravar as músicas favoritas na fita pra poder ouvir no carro, mas só porque meu pai cismou de só instalar um CD player quando trocasse de carro. O tempo que eu perdia escolhendo músicas, gravando e invertendo a fita daria para passar milhares de músicas para um pendrive usando um computador da época e ainda sobraria tempo. Hoje eu preciso apenas ligar o rádio do carro para que ele automaticamente de ligue ao meu celular e reproduza as músicas que estão nele. Isso é brilhante!IMG_20140317_152759_372
Você pode ouvir rádio ou ouvir algum aparelho pela entrada auxiliar, conectar um pendrive com músicas, fotos e vídeos para o sistema reproduzir. Ainda assim, metade das funções do MyLink são baseadas na integração dele com o smartphone por meio do Bluetooth – vale dizer que ele pode ser pareado com 5 aparelhos simultaneamente. Para fazer chamadas depende da conexão com o celular, claro, assim como a reprodução de músicas do dispositivo, mas integração com aplicativos para reprodução de músicas online, podcasts e até o GPS também depende do aparelho.
_L5A3652-1
Hoje o MyLink é compatível com três aplicativos, todos disponíveis para Windows Phone, Android e iOS: TuneIn: reproduz rádios online. Basta que ele esteja no aparelho para poder ser iniciado por meio do MyLink. A qualidade de reprodução é boa, mas isso também depende da qualidade dos dados móveis do smartphone. Stitcher: tem funcionamento parecido com o TuneIn, mas é voltado para podcasts e rádios de notícias BringGo: é o GPS do aparelho, e o mais chatinho dos três. Para o celular é um app pago (menos de R$ 3) e, antes de utilizar, é necessário fazer um cadastro que requer confirmação por e-mail entes de prosseguir, depois ainda é preciso baixar cerca de 600 mb de dados, entre mapas, objetos em 3D e vozes antes de usar. Por utilizar o sinal de GPS captado pelo celular, há um certo atraso na evolução do carro no mapa. Chato é que depois de um tempo o aplicativo exige um novo login. Seria perfeito se ele fosse substituído pelo Waze… Um conselho: tenha um carregador automotivo para celular ou o conecte por USB para recarregar, senão a bateria vai embora… IMG_20140317_153010_396
Por incrível que pareça diante de tantas possibilidades, a função que os clientes mais utilizam, segundo Marco Pacheco, diretor de Marketing da Chevrolet, é a reprodução de fotografias. O aparelho se transforma numa espécie de porta-retrato digital ao exibir imagens que estão no pendrive. Ele é compatível com fotos em JPG de 64 a 5000 pixels de largura e altura. No caso de arquivos com formato PNG, BMP e GIF, o valor varia de 64 a 1024 pixels, tanto para largura quanto para altura. Ele não suporta GIFs animados. Também é possível assistir vídeos que estejam na mídia, mas com uma série de restrições.
IMG_20140313_224153_220
Certo dia decidi que teria de assistir Top Gear na Spin – cuja avaliação será publicada em breve – com o carro parado, claro. Passei episódios em diversos formatos e resoluções para um pendrive. No fim das contas, se negou a reproduzir arquivos .wmv, .mov e AVI 720i e 1080i, mas reproduziu um episódio das primeiras temporadas em .mp4 e resolução mais baixa. O sistema aceita vídeos com resolução máxima de 720 x 576 pixels (Lado x Altura), vídeos com no máximo 30 quadros por segundo (FPS) e aceita os formatos AVI, DivX,  XviD, WMV, MP4 e MPG. Já na parte de codecs, ele aceita DivX, XviD, MPEG-1, MPEG-4 (mpg4, mp42, mp43) e WMV9 (WMV3). Para o áudio dos vídeos, ele aceita MP3, AC3, AAC e WMA.

Configurações

IMG_20140317_153037_657IMG_20140317_153030_665

O menu de configurações concentra ajustes básicos, como hora e idioma do sistema, além de configurações do rádio, do Bluetooth e de áudio, como a equalização. Além disso, por meio dele é possível configurar as operações das travas automáticas, do temporizador da iluminação e dos alertas do carro, mas isso não está disponível para a S10.

Outras versões

27 - IWZbkmY

S10 LTZ, TrailBlazer, Cruze LTZ e Camaro usam versões diferentes do MyLink, com GPS integrado, CD player. TrailBlazer, S10 LTZ e Camaro ainda possuem DVD. Já o Cruze LTZ conta com comandos de voz.

Informações técnicas

Fabricante: Chevrolet
Tela: touchscreen 7 polegadas, resistiva
Formatos de áudio aceitos: WMA, MP3, AAC e AC3
Formatos de vídeos aceitos: WMV, MP4, MPG, DivX, XviD e AVI
Formatos de imagens aceitos: JPG, BMP, GIF (estático) e PNG
Resoluções máximas para fotos: 64×5000 px (valores para lado e altura) para JPGs e 64×1024 px para BMPs, GIFs e PNGs
Resolução máxima para vídeos: 720×576 (lado x altura)
Taxa de quadros: inferior a 30 fps
Conexões: Bluetooth, USB, Auxiliar e FM