Este sim é o novo Chevrolet Cruze

Chevrolet / Salão de Pequim

Este sim é o novo Chevrolet Cruze

Nova geração é apresentada no Salão de Pequim

chevrolet_cruze_cn-spec_1
A mesma Chevrolet que mostra o atual Cruze com visual reestilizado no Salão de Nova York é que levou para o Salão de Pequim a nova geração do modelo, que já havia sido flagrado na China. Moderno, é baseado na nova plataforma Delta 2XX, conta com os motores Ecotec mais recentes e tem design que foge aos últimos carros da marca. 16456737541709281643
Adeus  grade bipartida. A tendência percebida desde o lançamento do novo Chevrolet Impala, que fez a gravata dourada ser deslocada para o centro da grade, também foi seguida pelo novo Cruze. Os faróis, muito parecidos com os do Kia Cerato, dão um toque asiático ao modelo. Destaque também para as luzes diurnas de LEDs em cima dos faróis de neblina. A traseira tem lanternas triangulares que dão um toque de personalidade. As linhas são mais angulares e o brake-light central integrado à tampa do porta-malas.
7895524701268006340[3]
Na China, o Chevrolet Cruze 2015 será vendido com motores um pouco diferentes dos usados no ocidente, como os 1.5 114 cavalos e 14,89 kgfm de toque e o 1.4 turbo de 150 cv e 23,96 kgfm. O câmbio pode ser manual de seis velocidade ou automático de sete velocidades. Os dois motores pertencem à última geração de motores Ecotec e prometem economia de combustível que varia de 14 a 21%.

E no Brasil?

Conta-se que a reestilização para o mercado norte-americano vai durar pouco. A nova geração deverá aparecer por lá entre o final de 2015 e o início de 2016. Por aqui, onde começou a ser montado no Brasil em 2011 com boa parte das peças importadas da Coreia e, posteriormente, nacionalizadas, pode até chegar mais cedo. A questão é que a produção desta nova geração deverá migrar para a Argentina, que hoje recebe o Cruze fabricado na Coreia. A decisão foi tomada devido a fábrica de São Caetano do Sul (SP) já operar em seu limite desde 2011, quando sua capacidade foi ampliada de 200 mil para 250 mil unidades/ ano com a implementação do terceiro turno de produção. Atual fábrica de Agile e Classic, a unidade argentina de Rosário deverá ficar encarregada do Cruze a partir de 2015.