F1 2014 – GP da China

F1

F1 2014 – GP da China

Carros de outra categoria, lambança no pitstop e na bandeirada

merc-hami-shan-2014-41-886x590
Antes de iniciar os comentários sobre o GP da China, gostaria de explicar aos leitores que hoje, excepcionalmente, irei substituir meu amigo Pedro Ivo Faro nessa tarefa. Explicações dadas, vamos a corrida! Se durante os últimos quatro anos, o domínio foi do carro rubrotaurino da RedBull, podemos dizer, aparentemente, que o domínio nesta temporada mudou da água para o vinho. A superioridade das Mercedes prateadas neste começo de temporada é incrível. Quatro corridas, quatro vitórias, quatro pole positions, quatro melhores voltas… Mais uma vez, a equipe alemã sobrou e conquistou a vitória com Lewis Hamilton, seguido do seu companheiro Nico Rosberg, completando a dobradinha. ferr-alon-shan-2014-71-886x590
A corrida, última neste horário “maluco”, começou agitada. Logo na largada, Felipe Massa ultrapassou Rosberg e ao disputar a primeira curva com Fernando Alonso, sofreu um toque do antigo companheiro, fazendo seu carro decolar, mas sem perder rendimento. Logo atrás, o carro de Bottas foi tocado por Rosberg. Dois toques involuntários, que não comprometeram os envolvidos. Afastado da disputa de posições, Lewis Hamilton foi soberano. De ponta a ponta, o inglês garantiu a terceira vitória no campeonato, mas, apesar do domínio no começo da temporada, ainda não conseguiu alcançar a liderança do mundial de pilotos, devido ao abandono na primeira prova. Quatro pontos atrás de Nico, Hamilton já é o favorito à conquista do campeonato. Coube a Jenson Button abrir a janela de pit-stop que mudou o panorama da corrida de Felipe Massa. O inglês, que vinha em 13º, trocou para os médios. Os pilotos puderam escolher o composto da largada, devido ao treino embaixo de chuva. Duas voltas depois, Grosjean veio aos boxes. O próximo foi Massa, mas um problema na colocação da roda traseira direita fez o brasileiro perder muito tempo, voltando à pista apenas na última colocação e acabando com qualquer chance de pódio.
rosb-vett-shan-2014-3-886x559
E falando em Mclaren, a equipe inglesa ainda não se encontrou na temporada. Além de ainda não contar com patrocinador master, os pilotos tem encontrado dificuldades em guiar o MP4-29. Magnussem e Button amargaram os 13º e 11º lugares, respectivamente, ligando a luz de alerta da equipe.merc-hami-shan-2014-8-590x886 Uma cena inusitada ficou marcada no GP chinês. Vettel, que já havia ignorado uma mensagem da equipe, dizendo que Riccardo estava mais rápido e que deveria abrir passagem, com pneus desgastados, foi deixado para trás pela Caterham de Kobayashi, que estava uma volta atrás. Pelo rádio, o alemão reclamou de ter sido ultrapassado pelo retardatário: “Está de brincadeira. Ele me passou porque está com pneus melhores”. Alonso, que ganhou a segunda posição de Vettel na primeira parada de pitstops, manteve a posição até o fim da corrida, quando Rosberg o ultrapassou. Ainda sofreu com as investidas do novamente inspirado Riccardo, que pressionou o espanhol, mas não conseguiu tirar a Scuderia italiana do seu primeiro pódio na temporada, coincidentemente na primeira corrida sob o comando de Marco Mattiacci. Pelo rádio, Hamilton informou a equipe de que teria visto a bandeira quadriculada na penúltima volta. E não foi miragem. O comissário se equivocou e agitou a bandeira quadriculada na penúltima volta. Segundo o regulamento, quando há um erro na sinalização do fim da corrida, é levado em consideração a classificação da volta anterior. Com isso, o resultado final se deu ainda na 54ª das 56 voltas. Sendo assim, Hamilton venceu com 18s de vantagem para Rosberg, fechando a terceira dobradinha da Mercedes no ano. Massa completou a prova na 15ª posição. Antes de finalizar, friso aqui que Pastor Maldonado se saiu invicto da corrida, sem arrumar nenhuma confusão ou acidente. Max Chilton, mesmo pilotando um dos piores carros da história, continua completando suas provas, provando ao menos que é um piloto de condução confiável. A próxima corrida acontece daqui a 3 semanas, em Barcelona, na Espanha. Fotos | F1 Fanatic