McLaren quer alcançar a Lamborghini nas vendas em três anos

McLaren / Mercado

McLaren quer alcançar a Lamborghini nas vendas em três anos

Fabricante britânica quer lançar um modelo por ano

McLaren P1 - Nurburgring Nordschleife July 2013
16 anos depois do lançamento do lendário McLaren F1, a fabricante britânica voltou a construir superesportivos em 2010, com o MP4-12C – que acaba de sair de linha. Foi uma manobra arriscada apostar nisso novamente sem a ajuda de uma outra empresa por trás, mas ela até se saiu bem e agora já aspira novas metas, como a de alcançar a Lamborghini em vendas em até três anos. mclaren_650s_uk-spec_1
O McLaren F1 não foi rentável para a empresa, que depois passou anos por trás da produção do Mercedes SLR McLaren. Ela ganhou dinheiro, mas apenas em 2013 obteve rentabilidade com seus próprios carros. Segundo  a agência Bloomberg, a McLaren Automotive quer multiplicar seus lucros por quatro em 2014. “Este será o ano em que entregaremos mais mais P1”, conta o diretor financeiro da marca, Paul Pudim. Outra boa notícia para a empresa é que todos os P1 estão vendidos o que permite que Mike Flewitt, CEO da McLaren, siga com os planos de expansão da marca, que consta de lançar um novo modelo por ano e aumentar a representação da marca em mais países. Com apenas dois modelos em linha a McLaren fechou 2013 com cerca de 1500 vendidos, longe dos 6922 da Ferrari, mas próximo dos 2.121 da Lamborghini que, no entanto, perdeu seis meses adaptando a linha de produção do Gallardo para o Huracán. Ainda assim, é o alvo da fabricante britânica que está contente com a quantidade de encomendas para o recém-apresentado 650S e aposta no lançamento de um esportivo menor e mais barato para concorrer com o Porsche 911 Turbo, que estreia no ano que vem.