Novo motor 1.0 da Ford tem 85 cv e 10,7 kgfm de torque

Ford / Lançamentos / Segredos

Novo motor 1.0 da Ford tem 85 cv e 10,7 kgfm de torque

Com três cilindros, é o 1.0 aspirado mais potente do mercado

ford_ka_concept_3
Aproveitando a inauguração de sua fábrica de motores em Camaçari, na Bahia, a Ford também divulgou dados técnicos do novo motor 1.0 12V de três cilindros que equipará o novo Ford Ka, que será lançado no início do segundo semestre – “depois da Copa”, segundo a Ford. Com o sistema TiVCT, ou seja, com  duplo comando variável, para admissão e escape – como os com os 1.6 e 2.0 mais novos da Ford –, será o 1.0 naturalmente aspirado mais potente do mercado. ford_ka_concept_4
1907605_859917807358902_3881262363483174323_nDerivado do 1.0 EcoBoost usado no exterior, porém sem turbo e sem injeção direta mas mantendo bloco de ferro fundido – segundo a Ford, é melhor na dissipação de calor -, este motor gera 80 cavalos e 10,2 kgfm de torque com gasolina e 85 cv e 10,7 kgfm de torque com álcool. A Ford não informou a qual rotação se obtém tais números. Vale dizer que ele adota o sistema Easy Start, que aquece os bicos injetores para abolir o tanquinho de partida à frio. Outra característica é que ele conta com correia dentada imersa em óleo, e não com corrente como o antigo Zetec Rocam. Em compensação, o novo sistema pode ficar 240 mil km sem manutenção. Até então o motor 1.0 mais potente era o MP1 de três cilindros do up! com seus 82 cv, mas o com mais torque é outro da Volkswagen, o TEC de 4 cilindros, ainda presente em Gol, Voyage e Fox, com seus 10,6 kgfm.
ford_ka_sedan_concept_4
12014-705093753-10926028932082690661.jpg_20140409 No resto do mundo, 1.0 Ecoboost é usado pela Ford em duas versões: uma com 99 cavalos e outra com 125 cv. A mais potente substitui o motor 1.6 do Ford EcoSport na Índia, China e na Europa, e equipará até mesmo o novo Mondeo – versão europeia do Ford Fusion.  Com a inauguração da nova fábrica, a primeira de motores  automotivos no Nordeste a Ford gera 300 novos empregos diretos. A unidade custou investimento de 400 milhões de reais e, ao menos por enquanto, se encarregará exclusivamente  dos motores 1.0 de três cilindros flex. A capacidade é de 210 mil motores/ano. Ela está inserida dentro do Complexo Industrial de Camaçari, onde o Ka será fabricado.