Produção sueca do Volvo XC90 é encerrada

Fim de Carreira / Volvo

Produção sueca do Volvo XC90 é encerrada

Com a chegada do novo, o atual continuará sendo vendido só na China

autowp.ru_volvo_xc90_r-design_us-spec_2 O tempo passa. E, 12 anos e 636.143 carros depois, é a hora do Volvo XC90 dar adeus a sua produção na Suécia. O utilitário, que foi o primeiro produzido pela marca, introduziu avanços importantes em seu segmento e vendeu muito bem. O último XC90 que sair da planta de Torslanda irá direto para o museu da marca, em Gotemburgo.
autowp.ru_volvo_xc90_r-design_14
No entanto, a produção do modelo atual não está completamente encerrada. Ela continuará a ser feita em outra planta da Volvo, em Doqing, sob o nome de Volvo XC Classic, visando com exclusividade o mercado chinês. Enquanto isso, a fábrica de Torslanda deve iniciar a produção da nova geração do utilitário em janeiro de 2015, apenas alguns meses após ele ser revelado, em agosto desse ano.
autowp.ru_volvo_xc90_au-spec_2
O atual XC90 encerra a carreira com mais de 100 títulos internacionais, incluindo o de “SUV do ano” em 2003 e e reconhecimento de produto de exportação da Suécia mais valioso. Por sinal, antes mesmo da produção começar, em 2003, ele já tinha 15 mil pedidos acumulados desde sua primeira aparição oficial, no Salão do Automóvel de Detroit, em janeiro de 2002. História e inovações
autowp.ru_volvo_xc90_us-spec_19

O XC90 surgiu de um projeto batizado de P28, que propunha a criação de um SUV para sete lugares baseado na mesma plataforma do sedã S80, que havia sido lançado em 2002. Além disso, foram elaboradas três propostas de projeto, duas na Califórnia e uma em Gotemburgo. E havia também um grupo de referência do sexo feminino formado na Califórnia, já que as mulheres americanas faziam parte do público alvo do carro.
autowp.ru_volvo_xc90_sport_us-spec_1
No lançamento, o XC90 contava com motores de cinco e seis cilindros em linha dispostos longitudinalmente. E em 2004 ganhou mais força com um V8 de alumínio. E, antes da produção ficar mais fraca nos últimos anos, o XC90 acumulou números expressivos de venda nos primeiros anos de vida, atingindo 85 mil unidades comercializadas anualmente (frente à meta de 50 mil ) nos anos de pico entre 2004 e 2007. E o mercado americano sempre foi o maior consumidor do SUV, com recordes de vendas alcançados em 2004, com 38.800 carros vendidos e em 2005, com 36.200.
autowp.ru_volvo_xc90_d5_r-design_2
E em termos de inovações, ele também teve itens marcantes, sendo muitos voltados para a segurança, como é de costume nos carros da fabricante sueca. Entre elas estavam o RSC (Roll Stability Control), um sistema que usava um sensor de giroscópio para detectar e combater o risco de capotamento, e ROPS (Roll Over Protection System) para otimizar a proteção de todos no carro, airbags em cortina para as três fileiras de assentos, Uma almofada integrada, ajustável e elevável para crianças na segunda fileira, entre outros.
volvo_xc90_11