Brasil é ultrapassado pela Alemanha em vendas mundiais

Mercado

Brasil é ultrapassado pela Alemanha em vendas mundiais

Parece que o fantasma da copa ainda vai nos perseguir por um tempo…
03golfa3aclass

A pesquisa da JATO Dynamics indicou nesta semana os dados de vendas globais no primeiro semestre de 2014. Alguns resultados ficaram dentro do esperado, enquanto outros mostraram surpresas e para nós, brasileiros, os dados relembram uma derrota um tanto amarga.
2014-audi-a3-sedan-revealed-photo-gallery_20 A liderança, segundo a pesquisa, é da China, que ganhou destaque com a produção que passou dos 10 milhões de veículos vendidos de janeiro a junho de 2014, com um crescimento de 18,3% frente ao mesmo período de 2013, lembrando que esse dado, na China, indica só os carros de passeio, enquanto que nos outros países valem os dados de carros de passeio e comerciais leves.
VW Jetta Highline Em segundo, mas sem o mesmo gás, vem os Estados Unidos com alta de 4,2% seguidos pelo Japão, que manteve o terceiro lugar, mas que teve uma notável recuperação, com alta de 10,7% na comparação entre os primeiros semestres do ano passado e do ano corrente.
278f6b0b19bfdf312b7e0293b3456cba Abaixo do pódio, parece que o fantasma da Copa do Mundo desse ano ainda assombra o Brasil, pois, pasme, nosso país foi ultrapassado pela Alemanha. Os germânicos tiveram crescimento de 2,7% no período, enquanto que nós retraímos 7,3%. Em contrapartida, a Grã-Bretanha, que está em sexto lugar, teve crescimento de 11,3% no mesmo período.
Volkswagen-Golf_Variant_2010_1024x768_wallpaper_04 Em 7º e 8º, outros dois países que apresentaram retração, sendo eles Índia e Rússia, com, respectivamente, 4,8% e 7,9% nas vendas dos veículos em relação ao mesmo semestre de 2013. Completando o top 10 estão França e Canadá, com altas iguais de 2,6% no mesmo período. Alta nipônica
Toyota-Corolla-XRS
Entre as marcas, a Toyota tem motivos para sorrir, com alta de 1,74% se comparado ao mesmo período de 2013, sendo seguida por Volkswagen, com crescimento de 2,51% e a Ford no 3º lugar com 2,14% a mais de veículos vendidos no semestre. Mas, entre as nipônicas, o desempenho que chamou atenção (além da Toyota) foi o de Nissan e Honda, com crescimento de 7% de ambas.