Fiat firma acordo com Mitsubishi para fazer picape, mas não envolve o Brasil

Mitsubishi / Segredos

Fiat firma acordo com Mitsubishi para fazer picape, mas não envolve o Brasil

Fiat brasileira terá que se contentar com picape média monobloco

MitsubishiL200Triton2014e[2]
Os rumores a respeito de uma parceria entre Mitsubishi e Fiat sobre uma parceria no desenvolvimento de uma picape média pareciam infundados, mas se confirmaram. As duas empresas comunicaram oficialmente a parceria que dará origem a um comercial leve para cara empresa, sendo que a produção ficaria a cargo da fabricante japonesa, que tem experiência com a L200 e com o Pajero. Imaginava-se que o know-how da Chrysler seria suficiente neste aspecto, mas não. A Fiat está atrás de uma parceira para veículos comerciais há mais de cinco anos e chegou a cogitar a indiana Tata. Agora ela deverá se beneficiar da nova geração da picape L200, que deverá ser mostrada antes do final do ano. Mas, como era de se esperar, o Grupo Souza Ramos, que importa e monta carros da Mitsubishi no Brasil, negou que o acordo com a Fiat se estenda ao mercado brasileiro. A empresa afirma ter autonomia, com fábrica própria e direitos exclusivos de venda e distribuição, e que a aliança das matrizes não afeta suas atividades no país. Em nota oficial, a Souza Ramos garante que a L200 Triton, montada em Catalão (GO), seguirá em oferta apenas por sua rede de concessionários. “Essas medidas [da parceria] não contemplam o mercado brasileiro”, destaca. A Fiat brasileira terá que se contentar com a Strada e com a nova picape média com chassi monobloco que está em desenvolvimento. Porém, nada impede que a picape média fabricada pela Mitsubishi seja vendida em outros mercados da América Latina.