Chevrolet Cruze 2015 ganha visual atualizado

Chevrolet / Lançamentos

Chevrolet Cruze 2015 ganha visual atualizado

De cara nova, modelo estreia equipamentos e câmbio de nova geração

Chevrolet Cruze Sport6 2015
A nova geração do Chevrolet Cruze já está a venda na China, mas só lá. Enquanto isso, a geração lançada no Brasil há três anos passa por sua primeira atualização visual, seguindo as mudanças do modelo norte-americano. Além de nova dianteira, tanto o sedã como o hatch Sport6 tem interior e conjunto mecânico atualizados. Chevrolet Cruze Sport6 2015
As mudanças mais notáveis estão na dianteira, com grade maior – que ganha barras cromadas na versão LTZ – e novo para-choque com visual modificado para casar com as luzes diurnas de LEDs, que passam a ser de série. Faróis, entretanto, são os mesmos. As rodas também mudam, mas são sempre aro 17” e com desenho diferente para as versões LT e LTZ.
Chevrolet Cruze 2015
Por dentro, a única novidade é a forração em couro marrom e preto nos bancos, portas e painel da versão LTZ, a exemplo da TrailBlazer, e o fechamento global dos vidros elétricos, logo quando se trava as portas pelo controle remoto. A possibilidade de acionamento do motor por meio de tecla no chaveiro também é novidade.
Chevrolet Cruze 2015
Desde versão de entrada LT, o Cruze tem controles eletrônicos de tração e estabilidade (ESP), airbags frontais e laterais, cinto de segurança de três pontos para todos, sistema isofix para a fixação de cadeirinhas infantis, ar-condicionado eletrônico, direção elétrica, retrovisor interno eletrocrômico, sistema multimídia com bluetooth com comando por voz em português e volante multifuncional regulável em altura e profundidade reforçam a lista.
Chevrolet Cruze Sport6 2015
Só que sensores de chuva e crepuscular, câmera de ré, navegador com GPS, airbag de cortina, sistema presencial de abertura das portas e de acionamento do motor por meio do botão Start/Stop no painel são restritos a versão LTZ.
Chevrolet Cruze Sport6 2015
Na mecânica, o motor Ecotec 1.8 Flex  de 144cv não muda, mas o câmbio automático de seus marchas passa a ser de segunda geração, com trocas mais rápidas e possibilidade de troca de até três marchas no kickdown. Faz tanta diferença que está até 1.2s mais rápido na prova de 0 a 100 km/h, cravando 10.2s quando abastecido com etanol. Preços ainda não foram divulgados.