Harley-Davidson ‘do povo’, Street 750 será o modelo mais acessível da marca no Brasil

Brasil / Harley-Davidson / Motocicleta

Harley-Davidson ‘do povo’, Street 750 será o modelo mais acessível da marca no Brasil

A mais barata era Sportster 883R, de R$ 32.900, que deixa de ser vendida

Harley Street 750 (1)
O último Harley Days em São Paulo reuniu vários proprietários e fãs das americanas Harley-Davidson, e ainda foi palco do anúncio de uma boa novidade para o Brasil. Lá a marca mostrou ao público pela primeira vez a nova linha Street, incluindo a Street 750, que deverá ser a moto mais barata da marca no país. Entretanto, a marca ainda faz mistério sobre a data da chegada dela ao Brasil, mesmo que haja grandes possibilidades disso. Harley Street 750 (2)
Há, inclusive, uma Harley de cilindrada ainda menor, a Street 500, que foi preterida ao Brasil, pois a marca por aqui prefere ter a imagem de premium, investindo em modelos de maior cilindrada. Inclusive, apesar da não-confirmação, a linha street teve outro “sinal” dado pela marca, durante a apresentação da linha 2015, no dia 17 de outubro. Dessa maneira, a Street 750 deve tomar o lugar da Sportster Iron 883, de R$ 34.100. A irmã desta, a Sportster 883R, de R$ 32.900 deixa de ser vendida no país, e até então era o modelo mais em conta na linha nacional da Harley. A Street 750 tem como base o motor V2 750 (daí o nome dela), com refrigeração líquida e 6,01 kgfm de torque (a Harley não divulga a potência de seus modelos). E, desde o lançamento da V-Rod, em 2000, essa é a primeira Harley a trazer chassi e motor 100% novos. Apesar de parte da produção dela ser nos Estados Unidos e outra estar na Índia, ela deverá ser montada em Manaus para a venda no mercado nacional.