KTM inicia testes no Brasil

KTM

KTM inicia testes no Brasil

Modelos 350 EXC-F e 250 EXC-F estão próximos de irem às ruas
 
KTM_250_EXC-F_2010_03_1024x768


Pra deixar os aficionados por duas rodas com (ainda mais) água na boca – em especial os fãs da austríaca KTM – a Dafra divulgou novas informações sobre o processo de readaptação das motos no Brasil. Semana passada a marca finalizou o processo de “try out” com os dois primeiros modelos da marca austríaca, as enduro KTM 350 EXC-F e 250 EXC-F. O processo é importante por ser uma etapa preparatória para o início da produção em larga no Brasil, que já tem data fixa para começar, sendo nesta segunda, 8 de dezembro. KTM_350_EXC-F_2013
Para conhecer melhor como é o processo de construção, os detalhes de produção e garantir o padrão de qualidade das futuras KTM nacionais, a equipe da Dafra foi até a unidade de Mattighofen, na Áustria, onde passou por treinamentos especiais ministrados por engenheiros da unidade de manufatura, incluindo processos de montagem, inspeção de qualidade e logística interna, com finalização acontecendo já em Manaus (AM).
ktm-250-exc-f-six-days-rodando-1
E se o primeiro passo foi os técnicos brasileiros irem até a Áustria, depois a recíproca se tornou verdadeira também. ““Depois de dois meses de treinamento na Europa, nossa equipe teve aqui em Manaus o acompanhamento de nove técnicos da KTM que coordenaram este lote piloto de produção para assegurarem que a montagem de motos e motores segue os mesmos processos e critérios utilizados na matriz”, explicou José Lemos, diretor industrial da Dafra.
6e8a2d068b Motorizando
E, pela primeira vez em 60 anos de história da KTM, os motores das motos serão feitos fora da Áustria. Em solo nacional, além das motos, os respectivos propulsores também entrarão na linha de montagem. E, segundo a marca, a capacidade diária de produção será de 65 motores.
ktm-moto3-race-bike-assembly-line
O processo de “try out” das 350 EXC-F e 250 EXC-F continuou após a montagem, onde elas serão submetidas a diferentes avaliações em laboratório, bem como desempenho em dinamômetro, antes de seguir para os testes práticos de rodagem.