Superesportivo híbrido NSX é apresentado no Salão de Detroit – e vem ao Brasil em 2016

Acura

Superesportivo híbrido NSX é apresentado no Salão de Detroit – e vem ao Brasil em 2016

Modelo chega com motor V6 biturbo e três motores elétricos

O mito finalmente está de volta. O NSX teve sua versão de produção apresentada pela Acura no Salão de Detroit, ainda que receba a marca Honda na Europa e no Brasil, onde chega no ano que vem. O modelo, que na sua primeira geração foi desenvolvido por Ayrton Senna, retorna 10 anos depois como um superesportivo híbrido, utilizando um motor V6 biturbo e outros três elétricos, que juntos, rendem mais de 560cv!

O V6 com dois turbocompressores possui lubrificação por cárter seco para auxiliar na redução do centro de gravidade. Já as outras 3 unidades elétricas tem funções distintas. O motor localizado na traseira atua auxiliando a aceleração, frenagem e trocas de marcha. Os outros dois se encontram localizados em cada uma das rodas dianteiras. Eles são responsáveis por distribuir igualmente o torque em cada roda, ajudando o veículo a eliminar o turbo lag em seu desempenho. O câmbio é um automatizado de dupla embreagem e 9(!) marchas, com tração integral.

O design do modelo, todo pontiagudo e agressivo foi exaustivamente trabalhado no túnel de vento para que o carro fosse bonito e contasse com aerodinâmica funcional. O modelo de produção sofreu alterações nas entradas de ar do capô, do para-choque dianteiro e laterais  e aerofólio quando comparado com a versão conceitual.

No interior, a velha escola japonesa de cockpit deixa sua marca. O painel tem foco total no motorista para oferecer o suporte ideal para dirigibilidade ou pilotagem. Nada de espalhafatoso, os comandos são simples e escassos. Tudo tem sua função, nada de painel parecido com Boeing 737, proporcionando ótima ergonomia para os privilegiados de ter o modelo na garagem.

Constituído basicamente por alumínio de alta resistência, fibra de carbono e aço, o novo NSX conta com rodas aro 19” na dianteira e 20” na traseira, com pneus de alta performance 245/35Z R19 e 295/30Z R20, respectivamente. Para conseguir parar a fera japonesa, foram adotadas pinças de freio com seis pistões na dianteira e quatro na traseira, que pressionam os discos de cerâmica. O modelo também conta com controles de estabilidade de tração.

O novo NSX traz o inédito Sistema Dinâmica Integrada (IDS), que oferece os modos Quiet, Sport, Sport+ e Track, alterando as respostas do veículo, que se tornam cada vez mais rápidas e dinâmicas. O modo Quiet é recomendado para velocidades mais baixas e pequenas distâncias, pois aciona apenas o sistema elétrico de propulsão. Já o modo track se explica pelo nome, desempenho máximo nas pistas para explorar todo o potencial do veículo.


O modelo não teve seu preço revelado, mas estima-se que a Honda cobre US$ 150 mil pelo veículo no mercado norte americano.