Avaliação – Chevrolet S10 2.5 Ecotec LTZ é nova referência entre as picapes flex

Avaliação / Chevrolet

Avaliação – Chevrolet S10 2.5 Ecotec LTZ é nova referência entre as picapes flex

Novo motor com injeção direta surpreende pela suavidade

06m0OFa - Imgur
É difícil encontrar picapes médias com motor capaz de trabalhar de forma tão suave e silenciosa quanto o de um automóvel, mas elas existem e a Chevrolet S10 é uma delas. Mas há uma restrição: apenas quando equipada com o novo motor 2.5 flex com injeção direta. KokPNcY - Imgur
Injeção direta é obrigatória em motores diesel, mas só nos últimos anos passou a ser utilizada em motores a gasolina – agora também nos flex – com o objetivo de aumentar a potência e melhorar o consumo. A diferença é que, ao invés de o combustível entrar na câmara de combustão com o ar puro, ele é injetado diretamente lá dentro em menor quantidade e de forma que a queima é mais eficiente. A S10 é a primeira com esta tecnologia entre as picapes e também a mais potente.
ADn5QnT - Imgur
O motor em questão é o 2.5 16v Ecotec SIDI Flex, deriva do mesmo utilizado pelo único lote do novo Chevrolet Malibu importado em 2013 – e vendido apenas para concessionários – e pelas versões de entrada do Cadillac ATS. Além de injeção direta, tem comando de válvulas variável para admissão e escape, e ainda dispensa sistema de partida a frio com álcool.
flajF4X - Imgur
Resultado desta boa combinação de tecnologia são potência 206 cavalos a 6000rpm e 27,3 kgfm de torque a 4400rpm quando abastecido com o combustível vegetal. Com gasolina são 197cv a 6300rpm e 26,3kgfm a 4400rpm. E o resultado disso quando transmitido para as rodas pelo câmbio manual de seis marchas impressiona e, neste caso, ainda há tração 4×4, coisa que esteve restrita a versão diesel desde que a S10 perdeu o motor 4.3 V6 Vortec.

Suave, rústica e sistemática

CRmxMM3 - Imgur

A brutalidade da S10 Diesel que avaliamos em 2013 era a última lembrança da picape, daí tamanha surpresa ao ligar o carro e perceber o silêncio absoluto dentro da cabine e sem qualquer vibração. A diferença vem em movimento, por ter praticamente metade do torque do motor diesel e praticamente os mesmos 2135kg. O motor demora um pouco a “encher”, mas depois ganha convicção para acelerar. Em comparação com o antigo 2.4 (que permanece na versão de entrada LS) e evolução é gigante, tanto que seu 0 a 100km/h se dá em 9,1s. A 100km/h, com o cruise control ativado e em sexta marcha, as rotações ficam na casa dos 2500rpm e ajudam a poupar o combustível. Mesmo assim, a média foi de 6km/l com álcool na cidade e de 9,6km/l de gasolina na estrada. Para uma picape é excelente.
HZ0OdqV - Imgur E, em se tratando de picape, não podemos esquecer da caçamba. Com capacidade para 1.061 litros, a S10 perde para a Ford Ranger (1.180 l) e para a Amarok (1.280 l). Mudanças no conjunto de suspensão, com o intuito de deixar o conjunto mais rígido, e na direção para deixá-la mais direta foram feitas, mas isso vale para todas as versões. O “jogo” da carroceria – que chegamos a apontar em nossa avaliação anterior – foi eliminado e a picape está mais “na mão”. Mas isso tudo tem um preço: o conforto também diminuiu, fazendo com o que os já tradicionais ‘sacolejos’ – comuns em picapes – sejam mais acentuados.
wTW13b9 - Imgur
Na S10 LTZ, como a avaliada, há controle de tração, estabilidade e ainda Assistente de Partida em Rampas (HSA), que não permite que o veículo recue ao sair em ladeiras, e o Assistente de Descida (HDC), que intervém nos freios para controlar automaticamente a velocidade em descidas íngremes, bastando apertar um botão no console aclive. O Mylink, apesar de parecer o mesmo, é uma evolução do anteriormente testado. Tem tela menor, mas há leitor de DVD e GPS independente do smartphone do usuário. Esta versão ainda possui bancos em couro, lanternas em LEDs, rodas aro 17”, sensor de estacionamento, volante multifuncional e rack de teto. Custa a partir de R$ 104.530.

Galeria

Ficha técnica

MOTOR: flex, quatro cilindros, 16v, 2.457cm3, potência de 197cv/ 206cv (a 6.300rpm/6.000rpm) e torque de 26,3kgfm/ 27,3kgfm (a 4.400rpm) (gasolina/álcool) TRANSMISSÃO: câmbio manual de seis marchas. Tração: traseira, 4×4 ou 4×4 reduzida SUSPENSÕES: independente com braços sobrepostos na dianteira e eixo rígido na traseira FREIOS E PNEUS: discos dianteiros e tambores traseiros; 255/65 R17 DIMENSÕES E PESO: 5,34m (compr.), 3,09m (e.e.) e 1.979 quilos VOLUME DA CAÇAMBA: 1.570 litros CARGA ÚTIL: 771kg TANQUE: 80 litros DESEMPENHO: 0-100km/h em 9,1s e máxima de 163km/h limitada eletronicamente (com álcool — dados da Chevrolet) O que ouvir a bordo da S10? Chevrolet S10 by Primeira Marcha on Grooveshark