Lotus Evora 400 é o carro mais potente da história da marca

Lançamentos / Lotus / Salão de Genebra

Lotus Evora 400 é o carro mais potente da história da marca

Motor Toyota sobrealimentado é a fonte dos 406cv do esportivo

1798357723627091416
Sim, todos nós sabemos que a Lotus é indiscutivelmente uma fabricante de carros capaz de garantir  fortes emoções sobre rodas. Mas, por acaso você já parou para pensar que a chave do sucesso da Lotus é a máxima de Colin Chapman, em que o menor peso entrega o melhor desempenho? E que, com isso, os Lotus de rua não precisam de um caminhão de potência e torque para serem felizes e entregar o mesmo para seus pilotos? 18410832901361519338
Pense nisso que naturalmente virá a seguinte dúvida: qual é o Lotus mais potente já fabricado? O título está nas mãos do Lotus Esprit V8 Sport 350, com seu delicioso V8 Type 918 de 3,5 litros e dois turbocompressores Garrett T25/60 soprando furiosamente e gerando 350cv de potência. E isso desconsiderando o onipresente Lotus Omega e seu straight-6 biturbo de 377cv. Mas fique atento, porque no início do segundo semestre de 2015 esse panorama irá mudar. O motivo: Vem aí o Lotus Evora 400 para abraçar a taça, e sem deixar qualquer dúvida quanto ao merecimento de seu posto.
90729671364679617
A usina de força de tamanha fúria é uma nova versão do propulsor já utilizado, o Toyota 2GR-FZE, um V6 de 3,5l sobrealimentado. Entretanto, com a adição de intercooler, admissão e escape reestruturados, mudanças nos mapas de centralina (ECU) e novo compressor, são entregues 406cv de potência e 41,4kgfm de torque. Toda essa força será levada ao solo por meio da tradicional transmissão manual de seis velocidades, ou por uma caixa automática também de seis velocidades opcional.
8665218661664111599

No campo da dinâmica veicular, o Evora 400 ganha um chassi de alumínio inteiramente redesenhado, que por sua vez reduz sua massa em 22kg frente a seu antecessor. Além disso, um conjunto de suspensões recalibradas e freios mais poderosos ajudam o esportivo inglês a fazer curvas e frear de acordo com a excelente tradição do fabricante bretão. A cereja no topo do bolo é o diferencial de escorregamento limitado (LSD), que auxilia nas saídas rápidas de curvas e será ofertado juntamente da transmissão manual. Quer saber como isso se traduz na prática? Anota aí: 0-100km/h em 4,2 segundos, com velocidade máxima de 300km/h. Durante os testes no tradicional circuito de Hethel, pista de testes do fabricante, o novo Lotus percorreu a volta lançada seis segundos mais rápido do que seu antecessor. Está bom para você, caro mortal?
426825666819601080
Para um coração novo, roupas novas. Novos para-choques frontais com agressivas tomadas de ar e luzes diurnas de LEDs. Numa rápida ultrapassagem, retrovisores redesenhados são notados juntamente das rodas de 19 polegadas no eixo dianteiro e 20 no traseiro, de alumínio forjado e baixíssimo peso vestidas com pneus Michelin Pilot Super Sport. Observando a traseira, a parte mais vista do novo esportivo nas estradas, temos novos exaustores de ar aliados a difusores nos para-choques traseiros, além de uma nova asa traseira tripartida.
8914426871110069778
Se por fora as intervenções foram pontuais, por dentro a coisa é completamente diferente. Um inédito painel de instrumentos faz par com um console central remodelado, assim como os mais diversos comandos do veículo. Novos assentos e um volante de magnésio forjado revestido em couro apimentam ainda mais a experiência de pilotá-lo, auxiliado pelo uso de materiais mais nobres para acabamento e arremates. Um novo sistema de comando da caixa de câmbio e um sistema de navegação e entretenimento fecham o pacote de inovações no cockpit do nervoso cupê britânico. O novo Lotus sairá das linhas de produção no princípio do verão europeu, próximo ao final do mês de junho de 2015. Os primeiros proprietários, portanto, receberão seus veículos em agosto desse ano. A seguir, o modelo será ofertado no mercado norte-americano, já como ano-modelo 2016.
964108558517638885