Bramont encerra produção da Mahindra no Brasil

Mahindra / Mercado

Bramont encerra produção da Mahindra no Brasil

Empresa culpa atual situação do mercado brasileiro

Mahindra-Brasil.3-620x412
Representante da indiana Mahindra no Brasil, a Bramont dispensou seus cerca de 40 funcionários na fábrica de Manaus (AM) e confirmou o fim da montagem dos carros da marca no Brasil e ainda suspendeu a montagem das motos Benelli. A empresa culpou a situação do mercado nacional pela decisão. Mahindra-Brasil-620x412
A Bramont montava os utilitários da Mahindra no Brasil desde 2007. Seu galpão tinha capacidade de produção anual de cinco mil carros e 100 mil motocicletas. Porém, em quase oito anos, menos de quatro mil veículos saíram da unidade, seja de motos ou do SUV MOV e da Pik-UP. Por trás da estrutura estava uma logística confusa que dificultaria qualquer benefício do Inovar-Auto. As peças de estamparia eram importadas da Índia e montadas, pintadas e finalizadas em Pouso Alegre (MG). Depois iam para Belem (PA), e seguiam para Manaus de balsa para receber chassi, motor e transmissão. Depois de prontos os carros ainda voltavam para Belém para serem distribuídos a partir de Uberlândia (MG). A Bramont surgiu da falência da romena Aro, que no Brasil era sócia da Crosslander. Já chegaram a montar motos para a inglesa Triumph, que hoje possui planta própria em Manaus, e os quadriciclos Polaris, agora importados.
Mahindra-MOV-3-620x399