Tata Nano terá versão de “luxo” com câmbio automatizado e direção elétrica

Segredos / Tata

Tata Nano terá versão de “luxo” com câmbio automatizado e direção elétrica

Subcompacto foi flagrado com novo visual pelas ruas da Índia

Tata-Nano-Twist-Active-F-Tronic-XTA-rear-spied
Lançado na Índia em 2009 com a premissa de ser o carro mais barato do mundo e motorizar o país, o Tata Nano se prepara para receber a reestilização mais profunda que sofreu até agora. Mais do que novos para-choques e grade, o subcompacto também vai ganhar opção de direção elétrica e câmbio automatizado. Tata-Nano-Twist-Active-F-Tronic-XTA-variant-rear-spied
As novidades já haviam aparecido no Salão de Nova Délhi, há um ano, e devem amenizar o aspecto espartano do Nano. Direção com assistência pode nem ser tão necessária em um carro que pesa apenas 600kg, mas ao menos é elétrica, o que priva do pequeno motor bicilíndrico de 624cc³ e 38cv e 5,2kgfm da função de mover uma bomba hidráulica.
Tata-Nano-Twist-F-Tronic-Concept-dashboard-1024x682
Já o câmbio F-Tronic não é novidade na Tata e é opcional nos compactos Zest, Celerio e K10. A transmissão é automatizada de uma embreagem e é fornecida pela Magneti Marelli, e como nos I-Motion (Volkswagen) e Dualogic (Fiat) tem atuadores eletro-hidráulicos. Além da vantagem de eliminar o pedal de embreagem, tem cinco marchas contra as quatro do câmbio manual – sendo que a última é overdrive e só serve para manter o giro baixo em “alta-velocidade”: o Nano não passa dos 105km/h e chega a 60km/h em 30s.
Tata-Nano-Twist-F-Tronic-Concept-AMT-1024x682
É tudo muito curioso, mas este carro que sequer tem tampa do porta-malas (o acesso é por dentro, como no “chiqueirinho” do Fusca) não vingou no mercado indiano, apesar do preço baixo – o equivalente a R$ 13 mil. A Tata já decidiu que se o Nano não aumentar suas vendas até 2017, sua produção será encerrada.
Tata-Nano-Twist-Active-Concept-24-1024x682
Fotos |
Team-BHP.com e Indians Autos Blog