Volkswagen desiste do Taigun, mas promete novo Tiguan com sete lugares para 2016

Segredos / Volkswagen

Volkswagen desiste do Taigun, mas promete novo Tiguan com sete lugares para 2016

Nova geração do Tiguan será fabricada no México

VW-Cross-Coupe-GTE-1[2]
Primeiro a má notícia: a Volkswagen desistiu de produzir o Taigun, SUV compacto que seria baseado na plataforma do Up!. A boa notícia é que a nova  geração do Tiguan será fabricada logo ali, no México, já a partir do ano que vem. E para agradar os norte-americanos, terá como uma das novidades uma versão de sete lugares. VW-Cross-Coupe-GTE-10[2]
Para conseguir executar esse plano a Volks está investindo 1 bilhão de dólares na ampliação da fábrica de Puebla (de onde saem Fusca, Jetta e Golf). A unidade ganhará 90.000 metros, 2000 funcionários e produzirá 500 carros a mais diariamente a partir do final de 2016.
VW-Cross-Coupe-GTE-12[2]
Como o Golf, o novo Tiguan será baseado na plataforma modular MQB. A versão europeia tem apresentação prevista para o Salão de Frankfurt, em setembro, e terá praticamente as mesmas dimensões do atual. Só que a versão de sete lugares vai tirar proveito da plataforma modular para ter entre-eixos maior e garantir espaço maior para a terceira fileira de bancos. Ainda está nos planos uma versão esportiva baseada na versão de cuinco lugares, que poderia ter visual inspirado no Volkswagen Cross Coupe GTE, mostrado em janeiro no Salão de Detroit.
2049428063105474510[3][3]
Quem saiu da pauta da Volkswagen foi o Taigun, segundo conta o jornalista Roberto Nasser em sua última coluna. Apesar do sucesso do modelo no Salão do Automóvel de São Paulo e e no de Nova Délhi, na Índia, a proposta de um SUV pequenino não entusiasmou a Volks e o projeto foi abortado. Pelo menos ganhou um clone chinês
2123850320417229996[3]